Cerca de 2.600 trabalhadores da educação devem protestar em Ouro preto

Eles encerrarão um congresso da categoria na cidade e pleiteiam pelo pagamento do piso nacional; manifestação acontece na entrega da Medalha da Inconfidência

iG Minas Gerais | TÂMARA TEIXEIRA |

Pela primeira vez nos últimos 12 anos, a solenidade de entrega da medalha da Inconfidência, em Ouro Preto, é aberta ao público, já que nas gestões anteriores, a cerimônia tinha acesso restrito. Nesta terça-feira (21), profissionais da educação devem comparecer em peso na praça Tiradentes, onde acontece o evento, para protestar pelo pagamento do piso nacional.

A coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em educação de Minas (Sind-UTE) Beatriz Cerqueira, disse que espera cerca de 2.600 pessoas na manifestação. Isso porque desde essa segunda-feira (20) a categoria iniciou um congresso em Contagem, que deverá ser encerrado em Ouro Preto nesta terça.

Segundo ela, tradicionalmente, o funcionalismo público se reúne para protestar em Ouro Preto no dia 21 de abril e, este ano, a bandeira é o pagamento do piso nacional, que é de R$ 1.917,00. “A palavra não é que estamos decepcionados com o governo atual, mas ele tem um compromisso de campanha assinado conosco e queremos que cumpra”, disse.

A expectativa de cerca de 2.600 manifestantes é devido ao número de trabalhadores no congresso, que devem seguir para Ouro Preto nesta terça. No caminho para a cidade, a reportagem flagrou vários caminhões e ônibus com profissionais da educação a caminho da solenidade. Eles estão vestidos de preto com os dizeres “luto pela educação”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave