'Mortal Kombat X' tem primeiro personagem gay da série

Diretor das animações do décimo jogo da franquia confirmou a orientação sexual do lutador e diz que novo monge Shaolin é homossexual

iG Minas Gerais | GUILHERME ÁVILA |

Fala de Kung Jim dá a entender que ele é o primeiro personagem gay de
Reprodução
Fala de Kung Jim dá a entender que ele é o primeiro personagem gay de "Mortal Kombat"
Lançado na semana passada, o jogo de luta "Mortal Kombat X" tem um personagem masculino gay pela primeira vez na história da série. A revelação sobre a orientação sexual do personagem Kung Jin, um dos novos monges Shaolin descendentes de Kung Lao, é contada em uma cena ddo passado na qual ele conversa com Raiden, o deus do trovão e protetor do reino da Terra.   Raiden sugere que Kung Jin se torne um monge guerreiro como seus ancestrais. O lutador responde que ele não pode, que os deuses não aceitariam, ao que Raiden responde: "Eles só se importam com o que está no seu coração, não quem seu coração deseja". Depois disso, Jin se torna membro da Special Forces Unit, algo como a 'unidade de forças especiais', em português.   Segundo o site especializado em games "Kotaku", a interpretação dessa cena foi confirmada por um tuíte do diretor da animação, Dominic Ciancialo, que dizia que vê que "as pessoas estão entendendo a sutil exposição que está contida no flashback do Kung Jin. Feliz que temos fãs observadores!".   O novo game da franquia também gerou burburinho nas redes sociais sobre a dublagem da cantora Pitty, que desagradou muitos dos fãs da série. O jogo foi produzido pela NetherRealm Studios em parceria com a Warner e faz parte da série "Mortal Kombat", que foi lançado em 1992 para fliperamas. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave