Torcida a favor é trunfo do Sada Cruzeiro na final da Superliga

Mineirinho deverá estar "vestido" de azul em jogo que promete muito equilíbrio dentro de quadra

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Esportes -  Belo Horizonte, Mg. Especial . Sada . Jogadores do Sada Cruzeiro se preparam para a disputa na superliga  . Na foto: Isac e Eder os paredoes . Fotos: Leo Fontes  /  O Tempo - 9.415
LEO FONTES / O TEMPO
Esportes - Belo Horizonte, Mg. Especial . Sada . Jogadores do Sada Cruzeiro se preparam para a disputa na superliga . Na foto: Isac e Eder os paredoes . Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 9.415

Dono da melhor campanha, o Sada Cruzeiro terá boa parte do Mineirinho ao seu lado na final da Superliga masculina, domingo, às 10h, contra o Sesi-SP.

Pela regularidade apresentada na fase de classificação – onde teve apenas três derrotas em 22 jogos – o time celeste, atual campeão brasileiro, leva uma pequena vantagem de jogar dentro de seus domínios contra o rival paulista, na reedição da decisão da última temporada.

Mas nem isso faz do time azul o favorito para a conquista do maior torneio do país, segundo os comandados do técnico Marcelo Mendez.

“Agora zera tudo. Os times estão em um bom momento, o Sesi-SP começou mal, mas se reergueu e vem jogando muito bem. A única coisa que está mais do nosso lado é o fato de ter a torcida a favor. Isso pode pesar em alguns momentos”, destaca o central Éder, que está em sua segunda temporada pelo time mineiro.

As últimas apresentações do grupo paulistano deixam claro que o time cresceu no momento mais decisivo da competição.

“O nosso time está extremamente confiante, principalmente depois desses dois jogos que fizemos na semifinal, contra o Taubaté/Funvic, quando conseguimos boas atuações”, recorda o central Lucão.

Lembranças vivas. No seu ano de estreia com a camisa azul, o título veio para Éder de forma marcante, no mesmo Mineirinho. “Lembro bem do show que a torcida deu, esperamos que essa situação se repita ou seja até melhor. Contamos com o apoio dos torcedores para lotar o Mineirinho e sairmos com o título”, projeta.

A conquista do ano passado também está guardada na memória do central Isac, companheiro de Éder.

"Quando entrei na quadra e vi aquele ginásio lotado, com a torcida em grande parte do nosso time, aquela massa azul, foi muito emocionante. O último ponto, no contra-ataque do Wallace, também me marcou muito", recorda o jogador de 2,08m.

Leia tudo sobre: sada cruzeirotorcidafavortrunfosuperliga masculinafinalsesi