Delegacia na capital registra de oito a 15 denúncias por dia

iG Minas Gerais |

Em Minas Gerais, a 2ª Delegacia de Investigações de Crimes Cibernéticos atende de oito a 15 pessoas por dia. Segundo o delegado César Duarte Matoso, as denúncias são feitas por “crianças e adultos de todas as ordens econômicas e sociais”.

“Temos tido uma procura muito grande não só em Belo Horizonte, mas em todo o Estado, que recorre ao apoio da delegacia. A internet é hoje uma realidade na vida das pessoas. Quanto mais elas se relacionam, mais surgem ocorrências sobre relacionamentos e até crimes negociais realizados com o auxílio da internet, como pagamentos, transferências, compra e venda”, afirma.

A maioria das queixas, de acordo com o delegado, é relacionada aos crimes de estelionato. Em seguida, aparecem os crimes contra a honra (injúria, calúnia e difamação), inclusive a injúria racial, mas também furto e pornografia infantil.

“Toda pessoa que se sentir vítima de algum fato ocorrido com o auxílio da internet como meio criminoso deve procurar a delegacia. A orientação é para que as pessoas evitem deixar que menores de 12 anos utilizem a internet de forma irrestrita e sem o acompanhamento de adultos, mantenham softwares originais e um bom antivírus”, diz Matoso. As denúncias de crimes cibernéticos também podem ser feitas em qualquer unidade policial. (Litza Mattos)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave