Deputado quer mudar regras do horário eleitoral na TV

iG Minas Gerais |

O deputado mineiro Marcus Pestana (PSDB) quer mudar as regras do horário eleitoral para fazer com que o candidato tenha mais importância do que as estratégias de marketing. Se a proposta for aprovada, até mesmo os jingles de campanha e os efeitos gráficos estariam proibidos. Da mesma forma, montagens e edições não poderiam ser veiculadas, restando apenas a possibilidade de uma vinheta de abertura e de encerramento, além do nome, número do candidato e o símbolo do partido. Cenas externas com a participação do postulante seriam permitidas, desde que as imagens fossem focalizadas nele, e não nas situações do entorno. Marcus Pestana também defende que a participação de terceiro no programa só possa ser permitida, no caso de entrevista, caso esse tenha como função ser o entrevistador. Neste caso, o terceiro não precisaria ser filiado ao partido.

Outra proposta contida no texto é a de que, com a concordância de dois terços dos partidos com candidatos, considerando-se apenas os que possuem representação no Congresso, o horário eleitoral possa ser utilizado para debates temáticos entre os rivais. Isso valeria para as eleições ao Executivo (presidente, governador e prefeito). Marcus Pestana utiliza como justificativa para a mudança nas regras o fato de que, segundo ele, os resultados das últimas eleições refletiram uma situação distinta da opinião geral das pessoas atualmente. “No atual modelo, a luta consiste em apresentar ao eleitor não o real e verdadeiro candidato, mas outro, cheio de qualidades e que realizou durante a sua trajetória de vida particular e pública miríade de empreendimentos fantásticos, com trilha sonora de cinema, com custos mais que exorbitantes que não só impedem que o eleitor identifique e conheça as verdadeiras propostas e intenções dos candidatos, como elimina, preliminarmente, aqueles que não possuem alguns milhões de reais para investir apenas em marketing eleitoral”. Clima ruim no café 

Um café da manhã oferecido por delegados da Polícia Federal à imprensa, na manhã de ontem, foi marcado por constrangimento. Citado como doleiro envolvido no mensalão, Jader Kalid marcou presença no evento. Em maio de 2013, ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal por ter auxiliado Marcos Valério, o operador do mensalão, em remessa ilegal de dinheiro para o exterior. Segundo o MPF, em depoimento à PF, Kalid admitiu que seria titular de conta por onde transitou dinheiro enviado a Duda Mendonça (publicitário da campanha presidencial do PT em 2002). Kalid nega as acusações. Em meio ao descontraído clima, o denunciado pelo MPF se apresentou como representante de dois veículos de imprensa (uma revista e um jornal) e fez perguntas sobre se existe mesmo autonomia na PF. Depois, chegou a posar para fotos com alguns agentes federais, que não desconfiaram de quem se tratava. Até serem alertados por um colega. PBH barrada na Câmara Os vereadores da capital tiveram uma terça-feira agitada, com muita leitura e votação. Só na sessão realizada no plenário ontem, mais de 20 projetos de lei foram aprovados pelos parlamentares. Quem com certeza não deve ter ficado satisfeito com o dia animado no legislativo municipal foi o prefeito Marcio Lacerda, já que, entre os textos que estavam na pauta, apenas dois não passaram pelo crivo: justamente as duas propostas enviadas pelo chefe do Executivo. Os projetos visavam alterar regras sobre os estacionamentos públicos da capital. Dos 21 aprovados, sete tratam sobre a preservação e métodos contra o desperdício da água. FOTO: DENILTON DIAS Estreia na ALMG. Anunciado na semana passada, o novo painel eletrônico da Assembleia já começou a funcionar na reunião ordinária de ontem. O equipamento é composto por 42 monitores de LED, de 46 polegadas, com bordas ultrafinas e de alta resolução, diferentes dos televisores convencionais. A novidade irá integrar todos os espaços de deliberação dos deputados. A modernização custou nada menos que R$ 813,5 mil para os cofres públicos. Lacerda no Oriente Com Marcio Lacerda (PSB) viajando para participar do Connect Karo, um encontro mundial que discutirá o desenvolvimento urbano das cidades e a criação de um sistema de transporte sustentável, em Nova Déli, na Índia, o vice-prefeito Délio Malheiros ficará no controle da Prefeitura de Belo Horizonte por mais de uma semana. Lacerda viaja no próximo domingo, 12, e retorna apenas na outra terça, dia 21. O evento, no entanto, acontece apenas nos dias 15 e 16. A Câmara Municipal de Belo Horizonte aprovou a viagem do socialista ao país oriental. Mesa feminina   A deputada estadual Marília Campos (PT) apresentou, ontem, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que garante a presença de pelo menos uma mulher na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. A parlamentar acredita que, se aprovada, a medida significaria uma “conquista histórica, uma vez que nenhuma deputada jamais ocupou qualquer cargo na Mesa Diretora da Casa”. Na atual legislatura, dos 77 parlamentares da ALMG, apenas sete são mulheres. Recentemente, a Câmara Federal aprovou uma PEC parecida, que garante às mulheres o espaço para ocupar cargos na Mesa Diretora.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave