Malásia anuncia detenção de 17 suspeitos de preparar atentados

A Malásia adotou há algumas semanas uma polêmica lei para lutar contra a ameaça do EI, que permite manter detidos os suspeitos por até dois anos sem um julgamento

iG Minas Gerais | AFP |

A polícia da Malásia anunciou nesta segunda-feira a detenção de 17 pessoas suspeitas de preparar atentados na capital Kuala Lumpur, incluindo duas que retornaram recentemente da Síria.

As autoridades manifestaram recentemente o temor de um atentado planejado por membros do grupo Estado Islâmico (EI), que recruta parte de seus combatentes no sudeste asiático para a jihad na Síria e no Iraque.

"Dezessete pessoas preparavam atividades terroristas em Kuala Lumpur. Duas delas haviam retornado recentemente da Síria", anunciou o chefe da polícia nacional, Khalid Abu Bakar.

As detenções aconteceram no domingo.

A Malásia adotou há algumas semanas uma polêmica lei para lutar contra a ameaça do EI. O texto, criticado pelas organizações de defesa dos direitos humanos, permite manter detidos os suspeitos por até dois anos sem um julgamento.

Em janeiro, a polícia malaia anunciou que havia detido 120 pessoas suspeitas de vínculos com o EI ou de tentativa de viajar para Síria ou Iraque. Também informou que 67 malaios viajaram ao exterior para unir-se ao grupo jihadista e que cinco deles morreram em combates. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave