Gallo 'enxuga' lista da seleção olímpica de 50 para 32 atletas

O treinador garante que já tem em mente a equipe base que irá disputar os Jogos do Rio em 2016

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Alexandre Gallo terá a missão de comandar a seleção no torneio internacional
CBF/Divulgação
Alexandre Gallo terá a missão de comandar a seleção no torneio internacional

Faltando menos de 500 dias para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, o técnico Alexandre Gallo disse que enxugou a lista de jogadores que estão sendo observados para os Jogos de 2016. De uma lista inicial de 45 a 50 atletas, esse número já diminuiu para 32.

Para os amistosos contra Paraguai sub-23 e México sub-23, este segundo jogo no domingo (29), em São Luis-MA, Gallo pretende colocar em campo os 23 convocados.

"Será um time contra o Paraguai, e outro totalmente diferente contra o México. Não posso convocar um jogador que está na Europa e colocá-lo para jogar 15 minutos. É importante o atleta ser observado por 90 minutos", disse Gallo.

O técnico ainda terá ao menos mais cinco datas Fifa para convocar os principais atletas que pretende observar para a Olimpíada, com exceção, claro, de Neymar e os outros dois que pretende levar com mais de 23 anos, como conta no regulamento da competição, que estarão servindo o time de Dunga.

Esses outros dois atletas acima do 23 anos na Olimpíada devem ser um goleiro e outro atacante.

Para o jogo contra o Paraguai, Gallo colocará em campo Jacsson (Inter); Cláudio Winck (Inter), Rodrigo Ely (Avelino), Wallace (Monaco) e Wendell (Bayer Leverkusen); Lucas Silva (Real Madrid), Rodrigo Caio (São Paulo), Rafinha Alcântara (Barcelona) e Felipe Anderson (Lazio); Alisson (Cruzeiro) e Vitinho (Inter).