Mineiro é destaque em maior site de imagens de aves

Em cinco anos, profissional registrou 2.520 animais no Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas

iG Minas Gerais | Bernardo Almeida |

Fotos de várias espécies de aves foram incluídas em acervo de site
Manoel Freitas/Divulgação
Fotos de várias espécies de aves foram incluídas em acervo de site

Em cinco anos de trabalho dedicados à natureza, um fotógrafo mineiro conseguiu a impressionante marca de 2.520 aves catalogadas por suas lentes. Dedicando três dias da semana para o ofício, Manoel Freitas, 55, fez os registros de espécies que habitam as regiões do Vale do Jequitinhonha e do Norte de Minas.

Todo o material está disponível no portal WikiAves, criado em 2008 e que já conta com quase 20 mil usuários, responsáveis por cerca de 1 milhão de fotos de mais de 1.800 espécies da avifauna brasileira. “No início, eu postava até cinco imagens, que eram analisadas antes da publicação, mas, com o tempo, adquiri o status de sênior no site. Posso publicar até dez imagens por vez e sem a necessidade de uma aprovação”, explicou Freitas.

O contato com a fotografia começou em 1996, mas somente em 2010, aproveitando um estudo sobre mata secas, da Universidade Estadual de Montes Claros, Freitas começou a registrar pássaros por lazer.

“Em junho de 2010, consegui não apenas registrar fotos de uma espécie em extinção, a Penelope Jacucaca, como consegui uma foto de um casal da espécie”, lembra o fotógrafo. “Com o tempo você vai aprendendo os melhores horários. Além da luz, deve-se observar os momentos do dia em que as aves mais nos deixam aproximar, como no início da manhã e no fim da tarde”.

O trabalho feito por Freitas nos últimos anos não é remunerado, e ele concilia a atividade com a função de assessor de imprensa da prefeitura de Manga, na mesma região. “Às vezes, estou no carro durante o expediente e tenho que parar e fazer algum registro, porque não há fotografia que se pode deixar para depois, tem que ser na hora”, diz.

O fotógrafo ainda conta ter recusado convites para o registro de aves em Estados como Goiás e Tocantins. Ele também realiza cinco exposições por ano e faz palestras nos locais por onde fotografa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave