Alonso é liberado para viajar, mas ainda não está confirmado na prova

Piloto espanhol ainda terá de passar por um exame com médicos da FIA, na quinta-feira (26), em Sepang

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Depois de passar por uma série de exames nesse domingo (22), o espanhol Fernando Alonso foi liberado para viajar à Malásia, onde no próximo final de semana será disputada a segunda etapa do Mundial de F-1, a partir das 3h (de Brasília).

Alonso, que perdeu a prova de abertura em Melbourne, há uma semana, para se recuperar do acidente sofrido durante os testes da pré-temporada em Barcelona, ainda terá de passar por um exame com médicos da FIA na quinta-feira (26), em Sepang, para poder correr no domingo (29) e fazer sua reestreia pela McLaren.

Mas, segundo a imprensa espanhola, seu empresário, Luis Garcia Abad, afirmou que isso é "apenas uma formalidade".

Após um mês de seu acidente em Barcelona, no qual sofreu uma concussão e teve de passar três dias na UTI do Hospital Geral da Catalunha, Alonso foi submetido a exames em Cambridge, na Inglaterra, para checar sua memória de longo e curto prazo, assim como seus reflexos.

A McLaren ainda não se pronunciou oficialmente sobre a possível volta do espanhol neste final de semana.

Em Melbourne, Kevin Magnussen ocupou o lugar de Alonso no GP da Austrália, mas não teve muita sorte depois que seu carro não chegou nem ao grid de largada no circuito de Albert Park.

Jenson Button, companheiro de Alonso, também não deixou a Austrália com muitos motivos para comemorar após completar a prova em 11º e último lugar.

A equipe inglesa, que não vence uma prova desde o triunfo de Button em Interlagos, em 2012, espera ter melhor sorte neste final de semana em Sepang. Após anos de parceira com a Mercedes, a McLaren reeditou a combinação de sucesso com a Honda para o Mundial deste ano, mas ainda tem sofrido com problemas de confiabilidade do carro e do motor.

Leia tudo sobre: alonsoliberadofazerviagemnaosabecorridaproximogpformula 1