Tudo para ser um dia especial

Alvinegro enfrenta o Santa Fe-COL e tem que vencer para seguir vivo no torneio continental

iG Minas Gerais | Fernando Almeida |

Victor se firma cada vez mais como ídolo da torcida atleticana
JOÃO GODINHO - 24.2.2015
Victor se firma cada vez mais como ídolo da torcida atleticana

O “Santo” ganhará em números mais um espaço na história do Atlético. Victor completará nesta quarta, no duelo com o Santa Fe-COL, em Bogotá, a sua partida de número 24 em Copa Libertadores, tornando-se o atleta do Galo com mais jogos disputados na competição internacional. O confronto tem início marcado para as 22h (horário de Brasília) e acontecerá no estádio El Campín, na capital colombiana.

E foi justamente esse o palco onde o arqueiro garantiu o empate em 1 a 1 contra os alvirrubros do Santa Fe na última rodada da fase de grupos da Liberta 2014, sendo eleito o melhor jogador em campo.

O El Campín é também uma das principais armas da equipe colombiana para o clube chegar ao seu primeiro título internacional de expressão – conquistou em 1970 a Copa Simón Bolívar, que teve apenas clubes da Colômbia e Venezuela.

Os Cardinales têm 35 anos completados sem ser derrotado por uma equipe estrangeira no estádio El Campín – o último revés ocorreu na Libertadores de 1980 para o Emelec, do Equador, por 2 a 1. Desde então, foram disputadas 30 partidas, com 24 vitórias e seis empates, entre 16 jogos da Libertadores, seis da Sul-Americana, quatro da Copa Conmebol e outras quatro da Merconorte, segundo levantamento do site Futbolred.

Como forma de alertar o Atlético para o confronto desta quarta, esse histórico de invencibilidade no estádio de Bogotá ressalta outros indicadores da força do time alvirrubro: o Santa Fe anotou gols em todas as 30 partidas, e em 18 não foi vazado.

Ciente da dificuldade de enfrentar o Santa Fe na capital colombiana, o goleiro Victor pede foco total e aponta o estilo de jogo a ser adotado pelo Atlético para sair da Colômbia com a necessária vitória, pois o Galo é o último do grupo, sem somar pontos, enquanto o Santa Fe é o líder, com seis.

“Estamos acostumados a decisões e a sair desse tipo de situação. Será um pouco diferente, mas acho que a concentração e a motivação é a mesma para a ocasião. Temos de ir para campo com o máximo de foco possível, confiante de que temos a qualidade para conseguir um bom resultado”, disse o goleiro Victor.

“Temos de jogar com equilíbrio; não abrindo mão de jogar para vencer o jogo, mas também sem se expor. Até porque a tendência é que a equipe do Santa Fe tente nos pressionar, e temos de ter precisão nos contra-ataques para definir a partida”, completou o arqueiro.

Ranking. Atualmente ao lado de Victor com 23 embates disputados com a camisa alvinegra no torneio sul-americano está o atacante Jô, que segue em tratamento no departamento médico do clube com um estiramento muscular na coxa direita.

Na sequência desta lista aparece com 22 jogos o volante Pierre, que está em fase de transição, deixando o DM atleticano.

Guilherme Peixe. O presidente do Santos, Modesto Roma, admitiu o interesse em contar com Guilherme em 2015, mas o atleta não deverá passar o teto salarial do clube, que tende a ser estipulado em R$ 200 mil mensais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave