Europa combaterá o fundamentalismo a partir da escola

Os participantes adotaram uma declaração em que reafirmam a determinação em trabalhar conjuntamente para defender valores fundamentais da União Europeia

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

Os ministros da Educação de 26 países da União Europeia estabeleceram hoje (17) os meios para lutar contra o fundamentalismo a partir das escolas, promovendo valores de tolerância e respeito aos outros e às suas diferenças.

Em uma reunião em Paris para promover “a educação, a cidadania, os valores comuns de liberdade, tolerância e não discriminação” os ministros lançaram os alicerces do plano de ação que será apresentado em 18 de maio, no Conselho de Educação e Cultura.

Os participantes adotaram uma declaração em que reafirmam a determinação em trabalhar conjuntamente para defender valores fundamentais da União Europeia, como “o respeito pela dignidade humana, a liberdade, especialmente a de expressão; a democracia, a igualdade, o Estado de Direito e o respeito pelos direitos humanos”.

Em Portugal, o Ministério da Educação e Ciência reconheceu o papel decisivo da educação na promoção de um convívio democrático e de um futuro em liberdade, em primeiro lugar pelo papel que a educação rigorosa tem na preparação dos jovens para a sua integração plena na vida ativa, tanto no campo profissional como cultural e social”, informa o  documento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave