PT e PMDB alternarão comando

iG Minas Gerais |

Para resolver a disputa partidária pela presidência da Assembleia de Minas, os aliados PT e PMDB deverão fechar um acordo de “alternância” de poder no Legislativo. Ontem, o presidente do PT no Estado, deputado Odair Cunha, afirmou em coletiva que não necessariamente a direção da Casa ficará com um petista. “Começaram os diálogos com os partidos, mas não há deliberação de que a presidência ficará com o PT”, ressalta o dirigente.

Os deputados estaduais dos dois partidos só esperaram o fim do segundo turno para intensificar as negociações. Petistas e peemedebistas já têm nomes colocados para a disputa, mas, para evitar rachas, estudam fechar um acordo. O mais provável é que o PMDB assuma a partir do ano que vem a liderança da Assembleia. O nome escolhido seria o de Adalclever Lopes. Já os petistas teriam outros nomes de peso na Mesa Diretora.

No entanto, o deputado Paulo Guedes, um dos que pleiteiam a presidência no lado petista, não confirma que a vaga ficará com o PMDB. “Tenho a intenção de ser presidente, e estamos discutindo”, diz. Segundo outro parlamentar, o “revezamento” é a ideia mais facilmente aceita. “Não geraria problema”, ressalta.

Enquanto discutem o comando do Legislativo mineiro, PT e PMDB também atuam para aumentar a base de apoio do novo governador, Fernando Pimentel. Conversas com siglas rivais durante a campanha, como PPS, DEM, PP, PDT e PSD, já começaram. A negociação pode envolver, inclusive, secretarias no Executivo. “Vamos dialogar com todos os partidos”, garante Odair. (IL)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave