Mulher é estuprada por homem que se apresentou como funcionário do TRE

A vítima abria a escola Dom Bosco, um dos locais de votação de Belo Horizonte, quando foi abordada por um homem em um carro escuro que disse ser funcionário do TRE

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Uma mulher de 54 anos foi estuprada na manhã deste domingo (26) por um homem que se dizia funcionário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no bairro Dom Bosco, região Noroeste de Belo Horizonte. Ela estava abrindo a escola estadual Dom Bosco para o início dos trabalhos dos mesários, quando foi abordada pelo suspeito, agredida e levada de carro para a BR-040.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima chegou a escola, que é palco de votação, às 5h, e quando começou a abrir a porta foi abordada por um homem que passava pela rua em um carro escuro. Ele disse que era funcionários do TRE e que estava ali para trabalhar, e pediu a mulher que entrasse no veículo. Como ela se recusou, o homem saiu do local, mas voltou pouco depois. A vítima disse ter pensado que ele estava com as urnas.

Mas quando voltou, ele desceu do carro, deu um golpe na vítima para imobilizá-la, a enforcou por trás enquanto a arrastava para o carro. A todo o momento, segundo a mulher, o suspeito dizia para ela ficar calada, se nãomorreria.

O homem dirigiu até a BR-040 com a vítima no veículo, no sentido do bairro Califórnia, parou em determinado local e estuprou a mulher. Em seguida, ele ordenou que ela descesse do veículo, e fugiu. A vítima correu de volta até a escola e chamou a polícia.

Ela foi levada para o hospital Odilon Behrens, onde o médico confirmou o estupro. As características do suspeito foram passadas para a polícia, mas o homem ainda não foi nem identificado, nem localizado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave