Após briga em campo, Uefa decreta vitória da Sérvia sobre a Albânia

Equipe sérvia também foi punida com a perda de três pontos, além de ter que jogar com os portões fechados por duas partidas; as duas seleções foram multadas em 100 mil euros

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

O comitê disciplinar da Uefa anunciou nesta sexta-feira (24) que decretou a vitória da Sérvia por 3 a 0 sobre a Albânia após uma briga generalizada em campo que culminou com a suspensão da partida válida pelas Eliminatórias da Eurocopa-2016, na última semana.

Na ocasião, um drone com uma bandeira albanesa sobrevoou o jogo disputado em Belgrado e foi capturado por um jogador sérvio, o que gerou uma revolta dos rivais e a consequente confusão após a invasão de torcedores em campo.

As relações entre Sérvia e Albânia são tensas há décadas e atingiu seu ponto mais crítico no fim dos anos 1990 com a repressão à etnia albanesa no Kosovo, cuja duração foi de dois anos. Kosovo pertencia à Sérvia, mas declarou independência em 2008.

A entidade europeia também anunciou que punirá a Sérvia com a perda de três pontos, além da obrigação de jogar com os portões fechados nas duas próximas partidas que atuar como mandante. As duas seleções também foram multadas em 100 mil euros. Porém, há ainda a possibilidade de recurso das punições.

Logo após a Uefa anunciar a sua decisão, a Federação Albanesa de Futebol emitiu um comunicado no qual desaprova a medida decretada e prometeu enviar um pedido oficial para que a pena seja revista.

"A decisão do comitê é estranha e inaceitável. A Federação Albanesa de Futebol apresentará uma apelação contra essa decisão para obter os três pontos da vitória", declarou o secretário da entidade, Ilir Shulku.

Nesta quinta (23), a partida entre Slovan Bratislava e Sparta Praga, válida pela terceira rodada do Grupo I da Liga Europa, precisou ser paralisada por causa de uma briga entre as torcidas das duas equipes no estádio Pasienky, em Bratislava, capital da Eslováquia.

Na confusão, que começou por volta dos 40 minutos do primeiro tempo, os torcedores eslovacos e tchecos, além da troca de agressões físicas, quebraram grades de ferro e cadeiras e arremessaram uns contra os outros. Foi necessária a intervenção da polícia.

Novamente, a rivalidade política foi a motivação do conflito nas arquibancadas. Antes pertencentes ao mesmo país, República Tcheca e Eslováquia se tornaram independentes em 1993, separando também suas ligas de futebol desde então.

Leia tudo sobre: albaniaserviaconfusaouefaelimantoria da euro 2016