Surpresa, Firmino quer fazer da lista de Dunga um cartão de visitas

Meia-atacante que jogou apenas no CRB e no Figueirense, é desconhecido da maioria da torcida brasileira e quer aproveitar chance pra se mostrar

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Jogador terá sua primeira chance na seleção nos amistosos contra Turquia e Áustria
Divulgação
Jogador terá sua primeira chance na seleção nos amistosos contra Turquia e Áustria

Principal surpresa da lista de Dunga para a seleção brasileira, Roberto Firmino, 23, tem consciência de que é pouco conhecido pela torcida brasileira. Quer fazer dos amistosos contra Turquia e Áustria em 12 e 18 novembro, seu cartão de visitas para o país em que nasceu. "Eu saí muito cedo do Brasil. Joguei muito pouco. Sei que não tem muita gente que me conhece. É a chance que tenho para mostrar meu potencial em campo. Vestir a camisa da seleção... É uma coisa que eu não imaginava que pudesse acontecer. Era um sonho", disse o meia-atacante. Revelado pelas categorias de base do CRB, Firmino se transferiu para o Figueirense, onde atuou como profissional por apenas uma temporada. Em 2011, assinou contrato com o Hoffenheim. Desde então, defende o clube alemão. Na última temporada, foi eleito a maior revelação da liga nacional. Com 16 gols, foi o quarto maior artilheiro da competição. Deu 12 assistências. Firmino estava acompanhado do pai, José Roberto, quando ficou sabendo da lista de Dunga. A festa começou também em Maceió, quando familiares começaram a chegar na casa de Cícera, mãe do jogador. "Ela me ligou, empolgada. Agora que chegou minha chance, não quero deixar passar. Quero mostrar que mereço ser convocado. O jeito é ficar calmo e ser o mesmo jogador do Hoffenheim", completou. Dunga justificou a convocação de Roberto Firmino lembrando que ele é um meia que tem capacidade de fazer gols. Na lista apresentada pelo treinador nesta quarta (24), estão apenas atletas que atuam no exterior. Ele evitou prejudicar as equipes que disputam o Campeonato Brasileiro.

Leia tudo sobre: roberto firminofutebolmeia-atacanteconvocadoseleção