Corinthians confirma reação, vence Vitória e volta ao G-4

Equipe paulista chegou aos 52 pontos e assumiu a terceira posição na tabela, beneficiado pela derrota do Inter e empate do Galo

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Fábio Santos abriu o placar a ajudou o Timão a vencer
CORINTHIANS/DIVULGAÇÃO
Fábio Santos abriu o placar a ajudou o Timão a vencer

O Corinthians conseguiu emplacar a sua segunda vitória consecutiva após a eliminação para o Atlético na Copa do Brasil ao bater o Vitória por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (22), na Arena Pantanal, em Cuiabá, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado positivo, o time do técnico Mano Menezes voltou ao G-4, o que não acontecia desde a 23ª rodada. Agora, os corintianos chegaram aos 52 pontos, na terceira colocação. Já o Vitória permaneceu com 31 pontos, podendo terminar a rodada dentro da zona do rebaixamento. Depois de um belo gol de Fábio Santos ainda no primeiro tempo, o Corinthians recuou na etapa final e deixou a equipe baiana controlar as ações da partida. Mesmo assim, no contra-ataque, Luciano saiu do banco de reservas para ampliar a vantagem paulista no placar. Edno ainda descontaria em bela cobrança de falta antes do apito final. Mas, apesar dos desfalques, o Corinthians jogou da mesma maneira que atuou na vitória sobre o Internacional: no 4-4-1-1, com Renato Augusto fazendo a ligação entre o meio de campo e Romero, posicionado mais à frente na função de Guerrero, que cumpria suspensão. Com uma forte marcação pressão no campo de ataque, o Corinthians dificultava a saída de bola do Vitória e criou as melhores chances da partida. Além disso, para fugir do bloqueio adversário pelo meio, a equipe paulista forçava bastante as jogadas pelas laterais. Tanto Ferrugem pela direita quanto Fábio Santos pela esquerda foram muito bem individualmente na partida. Ambos funcionaram como boas alternativas no campo de ataque e também conseguiram voltar para fazer a marcação na defesa com eficiência. E, em uma dessas descidas rápidas pelo seu setor, o camisa 6 corintiano abriu o placar no confronto. Aos 18min, após chute de Renato Augusto de fora da área, a bola sobrou para Fábio Santos chutar de bate-pronto e marcar um belo gol, acertando o ângulo do goleiro Wilson. No segundo tempo, o jogo caiu bastante de ritmo, muito por causa do Corinthians, que recuou e deixou de impor velocidade nos ataques como na etapa inicial. Mano Menezes então promoveu as entradas de Luciano e Malcom nos lugares de Romero e Jadson, respectivamente, para tentar corrigir este problema. E os reservas participaram diretamente do segundo gol da equipe no duelo. Aos 34min, após belo passe de Malcom, Renato Augusto recebeu cruzamento rasteiro e tocou para Luciano. O camisa 18 driblou a marcação dentro da área e chutou na saída do goleiro Wilson. Minutos depois, o atacante Edno, que havia acabado de entrar em campo, cobrou falta da entrada da área e descontou para o Vitória, que ainda esboçou uma pressão antes do apito final. Mas, o Corinthians se defendeu e assegurou a vitória. Estádio: Arena Pantanal, em Cuiabá Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT) Gols: Fábio Santos, aos 18min do 1º tempo; Luciano, aos 33, e Edno, aos 38min do 2º tempo Cartões amarelos: Gil (C) e Luiz Gustavo (V) CORINTHIANS Walter; Ferrugem, Gil, Anderson Martins (Felipe) e Fábio Santos; Bruno Henrique, Elias, Petros, Jadson (Malcom) e Renato Augusto; Romero (Luciano) T.: Mano Menezes VITÓRIA Wilson; Luiz Gustavo, Roger Carvalho, Kadu e Mansur (Juan); Cáceres, José Welison, Richarlyson (William Henrique) e Marcinho (Edno); Vinicius e Dinei T.: Ney Franco  

Leia tudo sobre: corinthiansvitoriafutebolg-4g4