Lojistas vão à Câmara de BH e recebem um ‘não’ para mudança

O vereador Leonardo Mattos (PV), que solicitou a audiência, reclamou do resultado da reunião

iG Minas Gerais | Juliana Gontijo |

Mudanças no trânsito prejudicam o comércio na Silviano Brandão
GUSTAVO BAXTER/O TEMPO
Mudanças no trânsito prejudicam o comércio na Silviano Brandão

As alterações no trânsito da avenida Silviano Brandão e seu entorno, na região Leste de Belo Horizonte, causaram prejuízo aos lojistas do polo moveleiro. A presidente da Associação do Polo Moveleiro da Silviano Brandão, Eliana Reis Faria, conta que, desde março deste ano, 14 lojas fecharam as portas. “Sem acesso adequado, não tem como o comércio vender”, reclama.

Nesta quinta foi realizada audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal de Belo Horizonte. Entretanto, Eliana ressaltou que a principal demanda não foi atendida. “Tivemos aceitação, pela BHTrans, de 90% das reivindicações, dentre elas estacionamento de clientes e sinalização, mas faltam os 10%, que é a permissão de conversão à direita”, diz.

Ela entregou à comissão, durante a audiência na Câmara, um projeto com sugestões de alterações, sendo apoiada por associações de moradores e representante da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).

Em nota, a BHTrans informou que a circulação implantada é a melhor solução para o local e não é aconselhável permitir conversão à direita da avenida Cristiano Machado para a Silviano Brandão, no sentido centro/bairro – questão que já foi discutida e acertada com a comunidade. E que a alteração comprometeria a travessia de pedestres. O vereador Leonardo Mattos (PV), que solicitou a audiência, reclamou do resultado da reunião. “O principal objetivo não foi alcançado”, diz.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave