Joia que capta energia através do corpo humano é criada por designer

Peças são em ouro e biopolímero impresso em 3D, e fixadas na pele através de uma perfuração simples de agulha, por onde a energia é captada

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Joias prometem produzir energias renováveis
©Shahar Tamir
Joias prometem produzir energias renováveis

Joias que em contato com a energia cinética captada do corpo humano foram desenvolvidas pela designer industrial Naomi Kizhner. Baseada em Jerusalém, a artista diz que a linha linha dos acessórios “Energy Addicts” parte do princípio básico de que nós somos uma fonte de recurso natural.

O protótipo desenvolvido por Naomi, por enquanto, é um trabalho de conclusão de curso focado na crise da energia mundial. Ela diz que trata-se também de um grande passo para encontrar novas fontes de energia renováveis.

As joias são feitas em ouro e biopolímero impresso em 3D, e são fixadas na pele através de uma perfuração simples da agulha, por onde a energia será captada através de movimentos simples e subconscientes, como o piscar de olhos ou o fluxo sanguíneo.

Existem três peças diferentes na coleção, sendo que cada uma tem suas particularidades. “The Blinker” é colocada na ponte nasal, entre as sobrancelhas e os olhos, gerando eletricidade quando piscamos o olho. Já o “E-Pulse Conductor“ fica na base do pescoço, ao longo da coluna vertebral e cria energia eléctrica a partir do sistema neurológico. Por fim, tem o “Blood Bridge“, modelo inserido no antebraço para colher energia através do sangue bombeado nas veias.

De acordo com a designer, a parte mais importante deste projeto não está exatamente na tecnologia envolvida e sim na psicologia humana. A invenção traz à tona alguns questionamentos futuros, como “será que estaremos dispostos a sacrificar nossos corpos a fim de produzir mais energia?“.

Será que essa moda vai pegar e funcionar? Veja algumas imagens das invenções ousadas da artisa Naomi Kizhner. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave