PM bloqueia acesso ao Palácio do Planalto para evitar manifestações

Ideia dos idealizadores da manifestação é fazer uma caminhada pela Esplanada dos Ministérios, saindo do Museu Nacional até as proximidades do Congresso

iG Minas Gerais | Folhapress |

Polícia Militar do Distrito Federal bloqueou as ruas que dão acesso ao Palácio do Planalto
Marcello Casal/ Divulgação
Polícia Militar do Distrito Federal bloqueou as ruas que dão acesso ao Palácio do Planalto

A Polícia Militar do Distrito Federal bloqueou as ruas que dão acesso ao Palácio do Planalto neste domingo (15) para evitar que os participantes da manifestação contra o governo Dilma Rousseff se concentrem na entrada da sede do Poder Executivo.

Carros estão impedidos de passar em frente do Planalto. Até o início desta manhã, apenas alguns ciclistas e turistas caminhavam na região.

Além do Planalto, a PM também está posicionada nos arredores do prédio do Congresso Nacional.

A movimentação de pessoas que participarão do ato na manhã deste domingo (15) em Brasília começa a ganhar volume. A ideia dos idealizadores da manifestação é fazer uma caminhada pela Esplanada dos Ministérios, saindo do Museu Nacional até as proximidades do Congresso.

Seis grupos se reuniram para realizar a manifestação na capital federal, entre eles o MBL (Movimento Brasil Livre), Vem pra Rua, Foro Brasília e Brasil Contra a Corrupção, afirmou Adolfo Sachsida, servidor público de 42 anos e um dos líderes do MBL em Brasília.

O MBL defende o impeachment de Dilma porque, segundo argumentou Sachsida, a presidente teria sido negligente com a Petrobras, o que caracteriza um ato de improbidade.

As pessoas que estão chegando ao Museu Nacional trazem placas e faixas pedindo o afastamento de Dilma e a saída do PT do governo.

Até placas em inglês foram feitas pelos integrantes do movimento Foro de Brasília para ajudar na divulgação da manifestação pela imprensa estrangeira. 

Leia tudo sobre: brasiliaprotesto