Com reforços e contratos no fim, Levir aponta dificuldades no encaixe

Treinador trabalha com incertezas, já que não sabe se alguns atletas continuaram no clube ao longo da temporada

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

Técnico Levir Culpi tenta encontrar um norte para o Atlético no início de temporada
JOÃO GODINHO / O TEMPO / 04.03.201
Técnico Levir Culpi tenta encontrar um norte para o Atlético no início de temporada

Diferentemente do fim do ano passado, o Atlético vive um momento de encaixe, dentro e fora de campo. O time não vai bem nas quatro linhas, o que pode ser explicado pela formação do elenco para a temporada, ainda em andamento, com os jogadores que chegaram e o contratos por terminar nos próximos meses. Na entrevista coletiva dessa sexta-feira, o técnico Levir Culpi levantou essa situação. “Temos quatro jogadores tentando renovar o contrato e o relacionamento dos agentes (dos atletas) com a diretoria não é boa. Isso causa reflexo nos jogadores e no grupo”, ressaltou o treinador. A situação no ano passado, quando o time conquistou a Copa do Brasil, era bem diferente. “Ninguém estava discutindo contrato no fim do campeonato. Estamos no início de temporada, alguns estão chegando, outros querem sair. Então, a coisa não está encaixada ainda”, ponderou Levir. Embora o treinador tenha citado que quatro contratos estão fim, o Galo tem, de março a agosto, seis atletas com os vínculos se encerrando: Guilherme, Rafael Carioca, Dátolo, Cesinha, Giovanni Augusto e Douglas Santos. Por outro lado, o treinador alvinegro ressalta o trabalho da diretoria, que buscou acertar as pendências salariais com os atletas. “O Daniel (Nepomuceno, presidente do clube), quando assumiu, procurou colocar rapidamente a situação financeira (em dia). E melhorou. Lógico, tem alguma coisa pendente. Mas é só isso. Se alguém está devendo, somos nós. É só ajustar um pouco o time, que vamos encaixar bem”, destacou.

Leia tudo sobre: AtléticoLevir Culpi2015