Incêndio florestal persiste, mas moradores voltam para casa no Chile

As chamas, contudo, ainda não foram controladas e já consomem uma área de 300 hectares.

iG Minas Gerais | Folhapress |

Equipes de bombeiros conseguiram conter o avanço do gigantesco incêndio florestal que atinge a cidade de Valparaíso, no Chile. As chamas, contudo, ainda não foram controladas e já consomem uma área de 300 hectares.

Cerca sete mil pessoas que foram evacuadas na tarde desta sexta (13) devido ao incêndio que atingiu uma região próxima às cidades de Valparaíso e Viña del Mar, no litoral central do Chile, voltaram aos seus lares apesar do fogo permanecer ativo, informaram neste sábado (14) as autoridades.

O balanço provisório divulgado pelo subsecretário do Ministério do Interior, Mahmoud Aleuy, diz que uma pessoa morreu (uma mulher de 66 anos que faleceu por uma parada cardiorrespiratória) e 15 bombeiros e seis civis ficaram feridos.

Nesta sexta (13) foi decretado alerta vermelho e estado de catástrofe em Viña del Mar e Valparaíso. Com isso, as Forças Armadas são responsáveis pelo controle da ordem pública e a segurança na zona afetada.

Embora neste momento apenas 55 pessoas -a maioria idosos- permaneçam nos abrigos habilitados, as autoridades advertiram que se as condições do incêndio mudarem a população local voltará a ser evacuada.

Desde que o fogo se iniciou nesta sexta (13) em um depósito de lixo ilegal, as chamas consumiram cerca de 300 hectares de vegetação, mas não há registro de casas destruídas.

O Escritório Nacional de Emergência aconselhou a população a não viajar para a região de Valparaíso, um dos destinos turísticos preferidos pelos chilenos nesta época do ano.

As autoridades chilenas também estão tentando conter focos de incêndio no sul do país, especialmente nas regiões de Maule, Biobío, La Araucanía e Los Lagos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave