Judô brasileiro vai em busca de mais medalhas no Aberto de Montevidéu

Ketlyn Quadros, do Minas Tênis Clube, utilizará competição para se aperfeiçoar em nova categoria: "me sinto motivada"

iG Minas Gerais | Débora Ferreira |

Ketlyn (branco) convidou a companheira Sarah (azul) para passar semana com o Minas
Orlando Bento/Minas TC
Ketlyn (branco) convidou a companheira Sarah (azul) para passar semana com o Minas

A seleção brasileira de judô disputa a partir deste sábado o Open de Montevidéu, no Uruguai. O grupo passou a semana reunido em São Paulo para um período de avaliações médicas, e nesta sexta-feira conheceu os rivais do torneio sul-americano.

Entre os que vão embarcar está Ketlyn Quadros, atleta da equipe Fiat-Minas, que mudou recentemente da categoria -57kg para os -63kg. Mesmo com o período curto de adaptação, a lutadora mantém a confiança.

“Essa categoria é um desafio para mim. Minha expectativa é positiva, porém tenho consciência de que existe todo um processo e preparação para essa categoria. Preciso me adequar ao peso e às exigências de novas adversárias, porque as características mudam. E vou levar um pouco do 57kg também. Não será fácil, porém, me sinto bem e motivada para esse novo desafio”, contou ela.

Ao todo, o Brasil será representado por 24 judocas. Apesar de os combates se encerrarem no domingo, a seleção permanecerá na capital uruguaia até o dia 19, e de lá segue para a Argentina, onde disputará o Aberto de Buenos Aires.