Conar determina que Petrobras altere comercial sobre superação

Para o conselho, a empresa não deve colocar no mesmo patamar desafios históricos e os atuais para vencer a crise

iG Minas Gerais | Folhapress |

O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) determinou que a Petrobras altere o comercial criado pela empresa sob o mote de superação que tenta reverter os danos de imagem causados pelo escândalo de corrupção.

A decisão foi tomada pelo Conselho de Ética nesta quinta (12), atendendo uma representação feita pelo deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA).

A maioria dos conselheiros acolheu argumento do congressista de que a peça publicitária pode provocar uma confusão ao mencionar fatos históricos com os desafios que surgiram a partir das denúncias de desvios na estatal.

Para o conselho, a empresa não deve colocar no mesmo patamar desafios históricos e os atuais para vencer a crise. Ainda cabe recurso da deliberação do Conar, mas a Petrobras precisa executar as mudanças imediatamente.

Numa tentativa de reverter o desgaste pelas denúncias de corrupção, a Petrobras lançou em fevereiro uma ofensiva publicitária em tom épico. Com o lema da superação, a campanha tenta colocar a onda de más notícias reveladas pela Operação Lava Jato como mais um obstáculo na trajetória de 61 anos e que, assim como nos primórdios, quando as pessoas não acreditavam que havia petróleo no Brasil, a empresa vencerá mais essa etapa.

"Hoje os desafios são outros e por isso estamos aprimorando a governança e a conformidade na gestão. Seja qual for o desafio, nossa resposta será aquela que nos acompanha desde sempre. Superação", diz a empresa na propaganda.

Segundo Aleluia, a propaganda era "mentirosa". "É criminoso fazer uma propaganda dessa, que em nada condiz com a verdade, ainda mais diante de um escândalo desses. É jogar dinheiro público fora", afirmou.

Por meio de sua assessoria, a Petrobras informou que aguarda a comunicação do Conar, definindo as características da alteração determinada, para avaliar o que será realizado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave