Condenado a cinco anos, Oscar Pistorius pode ter pena ampliada

Tribunal de Apelação acatou o pedido do Ministério Público de revisão do processo, pedindo uma punição mais severa para ex-atleta

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

MARTIN MEISSNER/ASSOCIATED PRESS
undefined

Condenado a cinco anos de prisão pelo assassinato da namorada, o ex-atleta sul-africano Oscar Pistorius pode ter a pena ampliada pela Justiça. Nesta sexta-feira, o Tribunal de Apelação acatou o pedido do Ministério Público de revisão do processo, pedindo uma punição mais severa. Os advogados do acusado tentaram impedir a reavaliação do caso, mas não conseguiram.

Em outubro do ano passado, Pistorius foi condenado a cinco anos de prisão pelo assassinato da modelo Reeva Steenkamp. O ex-velocista chegou a ser inocentado do crime de premeditação e de matar intencionalmente a namorada. Porém, foi sentenciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Após o resultado, a promotoria considerou a pena muito branda e revelou que recorreria da decisão em busca de uma pena mais dura.

Crime. O sul-africano Oscar Pistorius foi condenado a cinco anos de prisão por matar a tiros a namorada e modelo Reeva Steenkampa, em fevereiro de 2013. Ela foi atingida por quatro tiros quando estava no banheiro. O atleta alegou, durante todo o processo, que achou se tratar de um bandido e, por isso, efetuou os disparos.

Pistorius ficou famoso por conquistar quatro medalhas de ouro paralímpicas e por ser o primeiro e único atleta com deficiência a participar dos Jogos Olímpicos em igualdade de condições com atletas sem deficiência.

Leia tudo sobre: Oscar PistoriuspenarevisaoassassinatomodelonamoradaReeva Steenkampcrime