Muricy aponta racha na diretoria do São Paulo e pede blindagem

O treinador afirmou também que um dirigente que não gosta do seu trabalho age nos bastidores para tentar provocar sua queda

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Muricy Ramalho gostou de ouviu apoio também dos torcedores no Morumbi
Rubens Chiri/SPFC
Muricy Ramalho gostou de ouviu apoio também dos torcedores no Morumbi

O técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, afirmou nesta quinta-feira (12), após a vitória por 1 a 0 sobre o São Bento, pelo Campeonato Paulista, que a instabilidade do time está ligada a uma "divisão interna" existente dentro do clube.

De acordo com o treinador, há um racha no São Paulo, o que acaba prejudicando o ambiente da equipe.

"No ano passado, aqui era um lugar praticamente blindado, mas agora está muito aberto. Jogador nosso precisa de tranquilidade", disse o comandante, antes de admitir a divisão.

"Acho que a gente está um pouco dividido, a verdade é essa. A gente não pode ficar escondendo", afirmou Muricy, que negou que esse problema esteja no elenco.

Segundo o treinador, o racha está na diretoria do clube. Ele não apontou nomes, mas deu a entender que um dirigente que não gosta do seu trabalho age nos bastidores para tentar provocar sua queda.

"Essa pressão é principalmente para mim, um cara que não chega. Tem que ter um pouco de coragem, tem que ser forte para chegar e me peitar. Aconteceram fatos nesse ano que não são como no ano passado. Não dá tranquilidade, isso prejudica muito".

Tricampeão brasileiro com o São Paulo, Muricy retornou ao Morumbi em setembro de 2013, ainda na gestão do presidente Juvenal Juvêncio, hoje rompido com o atual mandatário, Carlos Miguel Aidar, e com boa parte da cúpula que dirige o São Paulo.

Leia tudo sobre: muricy ramalhosao paulodiretoriarachaproblemas