Melhora nota de alunos da rede pública no Idesp em SP

Apesar da melhora, os dados divulgados pelo governo de São Paulo ainda estão bem longe da meta estipulada para alcançar até 2030

iG Minas Gerais | Folhapress |

 O governo de São Paulo divulgou nesta sexta-feira (13) o resultado do Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo) onde mostra melhoria nos resultados obtidos por alunos do primeiro ano do ensino fundamental até o terceiro ano do ensino médio. Apesar da melhora, os dados ainda estão bem longe da meta que o governo pretende alcançar até 2030.

O indicador calcula a aprendizagem dos estudantes da rede. A média combina os resultados das disciplinas de matemática e língua portuguesa, mensurados no Saresp (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo), com taxas de aprovação, reprovação e abandono escolar.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, é a primeira vez que o resultado mostra melhoras tanto no ensino fundamental como no médio.

Entre o 1º e 5º ano, o índice passou de 4,42 registrado em 2013 para 4,76 no ano passado. Já entre os alunos do 6º ao 9º ano o índice subiu de 2,50 para 2,62 no mesmo período. Já no ensino médio, o Idesp passou de 1,83 para 1,93.

Desde 2008, durante o governo José Serra (PSDB), foi criado um bônus para professores e funcionários ancorado no desempenho das escolas no Idesp. O atual secretário da Educação, Herman Voorwald, disse ser contrário ao uso das avaliações de alunos como fator para pagamento de bônus a funcionários ou para avaliação do desempenho de diretores.

Reforço escolar

Para os alunos e escolas que registrarem desempenho ruim no Idesp, a secretaria anunciou que fará um programa de reforço escolar que levará para sala de aula uma hora a mais de estudo por dia de língua portuguesa e matemática.

Segundo a pasta, as turmas serão definidas com base no desempenho escolar que apresentarem nas provas bimestrais.

Leia tudo sobre: educaçãosão paulometaidesp