Supermercado kosher de Paris cenário de ataque reabrirá no domingo

Loja sofreu graves danos materiais durante a tragédia e foi reformada para reabrir com uma nova equipe de funcionários, segundo a fonte

iG Minas Gerais | AFP |

AFP
undefined

O supermercado kosher de Paris que foi cenário de uma violenta tomada de reféns em 9 de janeiro reabrirá as portas no domingo (15), anunciou uma fonte ligada à direção da empresa.

A loja Hyper Cacher, que sofreu graves danos materiais durante a tragédia, foi reformada e vai reabrir com uma nova equipe de funcionários, segundo a fonte.

Quatro judeus morreram em 9 de janeiro no mercado da zona leste de Paris em um ataque executado pelo jihadista francês Amédy Coulibaly, que tomou vários clientes e funcionários como reféns durante várias horas. Coulibaly foi morto durante a operação de resgate das forças de segurança.

A ação aconteceu dois dias depois do ataque ao jornal 'Charlie Hebdo' protagonizado por outros dois jihadistas, Shérif e Said Kouachi, que deixou 12 mortos, e um dia depois do assassinato de um policial na região de Paris pelo próprio Coulibaly.

Após os atentados, as autoridades francesas mobilizaram um dispositivo de milhares de policiais e militares para proteger locais de culto, escolas e endereços comerciais judaicos, além de outros pontos considerados sensíveis, como sedes dos meios de comunicação.

O presidente, François Hollande, anunciou na quarta-feira que o dispositivo permanecerá em vigor até julho e destacou que a ameaça terrorista continua "elevada".  

Leia tudo sobre: parisfrançaataquesupermercadoatentadoAmédy Coulibaly