Van der Garde vai aos boxes, mas é ignorado por mecânicos da Sauber

No momento em que piloto chegou à garagem, funcionários deixaram o local para ir tomar café

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Van de Garde chegou a afirmar que a Sauber não cumpriu com o acordo, já que a equipe teria garantido a titularidade em 2015
Reprodução/ Twitter
Van de Garde chegou a afirmar que a Sauber não cumpriu com o acordo, já que a equipe teria garantido a titularidade em 2015

Menos de uma hora para o início dos treinos livres em Melbourne, a Sauber ainda não havia divulgado, nesta sexta-feira, quem serão seus pilotos para o GP de estreia da temporada 2015 da F-1, no próxima final de semana.

Giedo van der Garde, que ganhou sua vaga na Justiça, chegou cedo ao autódromo de Albert Park. Ele usava o macacão do piloto Marcus Ericsson e foi à garagem do time para conhecer seu carro. No momento em que chegou, os mecânicos deixaram o local para tomar café. Apenas um permaneceu ao seu lado para mostrar os botões no volante.

Felipe Nasr chegou ao circuito por último e, sem falar com a imprensa, entrou rapidamente no escritório da Sauber.

Monisha Kaltenborn, chefe da Sauber, foi à torre de controle no fim da manhã (horário da Austrália), assim como Van der Garde, já sem o macacão emprestado.

Leia tudo sobre: Van der GardeboxesignoradomecânicosSauber