Empreiteiras estão sem receber por obras

iG Minas Gerais |

Em função do calote de R$ 1,079 bilhão do Banco do Brasil, o Estado paralisou no ano passado diversas obras de infraestrutura, entre elas, 32 trechos em estradas e pontes. Quem arcou com o prejuízo foram dezenas de empreiteiras, que estão até hoje sem receber pelos serviços prestados ao Estado. O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada (Sicepot-MG), Alberto José Salum, confirmou que a dívida de R$ 500 milhões ainda não foi paga. Já o governo federal deve cerca de R$ 1,5 bilhão ao setor em Minas.

“Espero que, com a sensibilidade do governador Pimentel, essa dívida seja quitada em breve, independentemente do pagamento pelo Banco do Brasil. Nossa questão é com o governo do Estado”, frisou. Em nota, o governo de Minas informou que não está medindo esforços para regularizar pendências deixadas por administrações anteriores, mas qualquer definição no sentido de quitar débitos deixados pelo antigo governo ainda depende da aprovação da peça orçamentária que tramita na Assembleia Legislativa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave