Costa Rica fecha aeroporto e evacua população por erupção vulcânica

Várias escolas encerraram as aulas mais cedo, enquanto a Comissão Nacional de Emergências declarou estado de alerta

iG Minas Gerais | AFP |

Costa -riquenho Gilbert Quesada olha para as cinzas em seu carro em San Jose após o vulcão Turrialba expelir cinzas para a capital e seus arredores
AFP
Costa -riquenho Gilbert Quesada olha para as cinzas em seu carro em San Jose após o vulcão Turrialba expelir cinzas para a capital e seus arredores

Autoridades costarriquenhas informaram que fecharam o principal aeroporto do país e evacuaram comunidades vizinhas ao vulcão Turrialba, que registrou quatro erupções e lançou colunas de cinzas que encobriram a capital, San José.

O aeroporto Internacional de San José, a 80 km do vulcão, foi afetado pela nuvem de fumaça - que forçou a suspensão de chegadas e partidas de aviões pela falta de visibilidade, segundo a administração do terminal.

Várias escolas encerraram as aulas mais cedo, enquanto a Comissão Nacional de Emergências declarou estado de alerta e ordenou a evacuação de comunidades situadas num raio de 2 km do vulcão, situado 70 km a leste de San José.

Segundo o o Observatório Vulcanológico e Sismológico (Ovsicori) da Universidade Nacional, uma das quatro erupções chegou a lançar uma nuvem de fumaça de 1 km de altura, que espalhou cinzas na capital e cidades vizinhas.

Pedestres tiveram que proteger os olhos ao caminhar por San José por causa das cinzas que cobriram a cidade. Alguns tapavam o nariz e a boca para evitar respirar a fumaça.

O vulcão, situado 70 km a leste de San José, teve duas erupções menores no domingo e em 11 de fevereiro mostrou um aumento no fluxo do vapor e do magma de uma de suas emissões.

As erupções de outubro passado, quando emitiu cinzas e magma, foram os primeiros sinais de atividade do vulcão, de 3.340 metros de altitude, desde os anos 1990, quando ficou ativo após 130 anos adormecido.

Leia tudo sobre: vulcão Turrialba