Dilma cancela visita a Belo Horizonte que seria nesta sexta

Ela viria participar de balanço de trabalhos realizados pelo Tribunal de Justiça; segundo colunista, presidente temia vaias de militantes da oposição

iG Minas Gerais | Da redação |

A presidente Dilma Rousseff cancelou sua visita a Belo Horizonte, que seria nesta sexta-feia (13). A informação foi confirmada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República à reportagem de O TEMPO na noite desta quinta-feira (12). A assessoria de imprensa, no entanto, não informou o motivo do cancelamento.

A presidente Dilma viria à capital mineira para participar da apresentação do balanço dos trabalhos realizados pelos Tribunais de Justiça do Brasil na campanha "Justiça pela Paz em Casa", que mobilizou magistrados e servidores do todo o país para o julgamento de ações relacionadas à violência doméstica. A exposição dos dados, realizada pela vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, acontecerá no Palácio da Justiça (Avenida Afonso Pena, 1420) às 10h.

Segundo o colunista Lauro Jardim, de "Veja", o motivo para o cancelamento seria o temor de que militantes do PSDB vaiassem a presidente. "O PT tentou convocar militantes, mas recebeu a informação de que o PSDB de Minas Gerais também estava convocando pessoas para vaiar Dilma", escreveu o colunista.

Rio de Janeiro

Nesta quinta-feira, Dilma esteve no Rio de Janeiro, na inauguração das obras de ampliação do Terminal Portuário do Rio. Em seu discurso, ela disse que o crescimento econômico é uma "obsessão". Ela voltou a reconhecer que o país passa por um momento de dificuldade e ressaltou que o ajuste fiscal é uma forma de melhorar as contas públicas, sem abrir mão de políticas sociais e de parcerias com o setor produtivo. Na estimativa de Dilma, com essas medidas o país voltará a crescer até o final deste ano.

Mobilização pró-Dilma

Nesta sexta-feira (13), está marcado um ato em defesa da Petrobras e do governo de Dilma Rousseff, em várias cidades do país, inclusive em Belo Horizonte. Na capital mineira, a concentração será às 16h, na praça Afonso Arinos, no Centro.

Já no domingo (15) deve ocorrer uma marcha contrária à presidente, com concentração na Praça da Liberdade a partir das 15h.

Leia tudo sobre: Dilma RousseffprotestosBelo Horizonte