Defesa de Battisti diz que entrará com recurso ainda nesta quinta

Defesa afirma que italiano está bem, mas revoltado com a decisão da juíza Adverci Rates, da da 20ª Vara Federal de Brasília, que atendeu a um pedido do Ministério Público

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Cesare Battisti é preso em São Paulo
CHRISTOPHE SIMON / AFP
Cesare Battisti é preso em São Paulo

O italiano Cesare Battisti chegou por volta das 18h30 à Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo. Segundo seu advogado, Igor Sant'Anna Tamasauskas, ele realiza neste momento exames médicos para avaliar seu estado de saúde.

A defesa informou que entrará com recurso ainda nesta quinta-feira (12) para evitar que o italiano passe a noite em uma das celas da PF.

O advogado relatou que Battisti está bem, mas revoltado com a decisão da juíza Adverci Rates, da da 20ª Vara Federal de Brasília, que atendeu a um pedido do Ministério Público e determinou, no último dia 26, a deportação do terrorista.

De acordo com Tamasauskas, o italiano "está bem", porém revoltado. "Estamos trabalhando para revogar uma decisão absolutamente absurda", criticou o defensor.

Segundo o advogado, a decisão é ilegal e inconstitucional. "Ele não foi sequer intimado e não existe essa hipótese no direito processual brasileiro. Isso é uma violência tremenda contra o Cesare Battisti."

Segundo ele, Battisti não resistiu à prisão e não foi algemado. O advogado informou ainda que chegou a comunicar, após a decisão, que o italiano estava à disposição da Justiça Federal.

"Antes que pudemos colocá-lo à disposição da Polícia Federal, ela já havia chegado à sua residência", criticou.

Leia tudo sobre: CESARE