Comissão Disciplinar definirá o campeão

No segundo tempo, dois atletas do Cavaleiro Negro foram expulsos e o jogo contra o Marimbá foi interrompido

iG Minas Gerais | Henrique Carvalho |

Ânimos exaltados, jogadores expulsos e muita polêmica na decisão do torneio no Marimbá
João Lêus
Ânimos exaltados, jogadores expulsos e muita polêmica na decisão do torneio no Marimbá
A grande final da primeira edição da Copa Integração não chegou ao fim. Após duas expulsões de jogadores da equipe Cavaleiro Negro, no segundo tempo da partida, o clima ficou tenso entre os atletas e os árbitros. A confusão teve início aos 34 min da etapa complementar, quando o zagueiro do Cavaleiro Negro, Eraldo, ofendeu o dono do apito e recebeu cartão amarelo. Mesmo punido, o jogador continuou com os xingamentos e acabou sendo expulso. Após o cartão vermelho, o armador do Cavaleiro Negro, Lamark, agrediu o árbitro por trás e também foi expulso do jogo. De acordo com o regulamento da competição, como já haviam ultrapassados 30 min do segundo tempo, o juiz poderia dar por encerrado o confronto, caso entendesse que não teria segurança para dar continuidade ao jogo. Porém, por se tratar de uma final, e a partida estar empatada, era preciso realizar as cobranças de pênaltis para definir o campeão. O Cavaleiro Negro estava em campo para as cobranças, porém o Marimbá entrou para o vestiário, trocou de roupa e deixou o local da partida. Segundo o organizador do torneio, Beto Santana, a Comissão Disciplinar irá se reunir na próxima semana para analisar toda a situação. Após as polêmicas em campo, o troféu será entregue pela Justiça. “Vamos deixar que a justiça seja feita. Não era o nosso desejo, pois todo o campeonato foi uma grande festa. Infelizmente, o grande campeão sairá do tapetão”. Apesar da confusão dentro das quatro linhas, a torcida compareceu para prestigiar o futebol amador e lotou a rua que fica a beira do campo.  Com a bola rolando, foram dois tempos distintos. Na etapa inicial, o Marimbá dominou as ações ofensivas apostando na velocidade dos seus atacantes e criou várias chances de gols. No segundo tempo, o Cavaleiro Negro voltou melhor, dominou o meio de campo e aumentou o volume de jogo. Os atacantes de ambas as equipes desperdiçaram inúmeras chances claras de balançar as redes.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave