Caminhoneiros prometem novos bloqueios nesta sexta

Parte da categoria quer manter pedido de redução do diesel

iG Minas Gerais |



Bloqueios começaram no dia 18 de fevereiro em várias partes do país
douglas magno
Bloqueios começaram no dia 18 de fevereiro em várias partes do país

BRASÍLIA. Caminhoneiros que estavam em greve até a semana passada podem voltar com os bloqueios nas estradas nesta sexta, a partir da meia noite. Os trabalhadores estariam mobilizando grupos na região Sul do país, sobretudo no interior de Santa Catarina (SC) e também do Rio Grande do Sul (RS).

A categoria parece ter se dividido: uma parte acredita que o obtido até o momento é satisfatório; a outra quer justamente insistir no pedido de redução do preço do óleo diesel e quer ainda crédito subsidiado para custeio.

Segundo o deputado Osmar Terra (PMDB-RS), ele e outros parlamentares estiveram em reuniões com integrantes do governo e ainda um grupo tentaria se encontrar com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, para apresentar a demanda de redução de PIS/Cofins no óleo diesel.

“Tudo está sendo feito pelo aplicativo WhatsApp e os grupos envolvidos seguem a rota da soja. Se não tiver uma sinalização até amanhã (nesta sexta), pelo menos com anúncio de crédito subsidiado para custeio, eles podem parar sim’, afirmou o deputado.

E completou: “O grosso dos manifestantes são líderes locais, não existe um líder único. Eles, inclusive, não querem juntar as bandeiras deles às dos que pedem o impeachment da presidente”, explicou o parlamentar.

Nesta sexta, sexta-feira, dia 13, que teria sido escolhido pelos caminhoneiros, no entanto, é o mesmo dia em que o PT e os movimentos sociais marcaram uma grande manifestação em apoio à presidente Dilma Rousseff.

“Foi criada também uma frente parlamentar de apoio aos caminhoneiros e tem ainda a frente de transporte e logística também”, disse o parlamentar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave