Quase 160 mil assinam petição contra republicanos por carta ao Irã

Congressistas provocaram tempestade política em Washington com carta aberta publicada na segunda-feira (9)

iG Minas Gerais | AFP |

Mais de 155 mil pessoas assinaram uma petição online na página da Casa Branca, nesta quarta-feira, pedindo ao Poder Executivo que processe por traição os 47 senadores republicanos signatários de uma carta ao governo iraniano, em meio às negociações sobre o programa nuclear de Teerã.

Os congressistas provocaram uma tempestade política em Washington com a carta aberta publicada na segunda-feira (9).

Nela, os republicanos advertem o Irã de que qualquer acordo feito com o governo Barack Obama poderá ser revogado pelo próximo presidente - principalmente, se não tiver o aval do Congresso, agora de maioria republicana em ambas as Casas.

De acordo com a petição, os 47 senadores "cometeram um crime de traição, quando decidiram violar a Lei Logan, de 1799, que proíbe qualquer cidadão não autorizado de negociar com governos estrangeiros".

Considerando-se que ninguém foi acusado no país com base na Lei Logan desde 1803, é altamente improvável que essa iniciativa tenha algum resultado concreto contra os republicanos.

Neste episódio específico, porém, o presidente Barack Obama poderá se beneficiar politicamente da iniciativa popular, amparando-se no amplo apoio obtido por ela. Obama já condenou a carta dos senadores, considerando-a inadequada.

A Casa Branca tem como política responder aos abaixo-assinados postados em sua página, quando reunirem pelo menos 100 mil assinaturas.

Na quarta-feira, o secretário de Estado americano, John Kerry, também criticou a ação republicana, alegando que mina a confiança internacional nos Estados Unidos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave