Contribuinte poderá deduzir até 5,5% mais no IR

Será possível deduzir da declaração até R$ 2.275,08 de dependentes -antes, esse limite era de R$ 2.156,52

iG Minas Gerais | Folhapress |

A medida provisória divulgada nesta quarta-feira (11) com o reajuste das tabelas do imposto de renda corrige em 5,5% o teto das deduções permitidas no IR de 2015.

Será possível deduzir da declaração até R$ 2.275,08 de dependentes -antes, esse limite era de R$ 2.156,52. A mudança vale a partir de abril, para a declaração que será entregue ao Fisco no próximo ano.

Nas despesas com educação, o limite individual de dedução passou para R$ 3.561,50. Antes, esse limite era de R$ 3.375,83.

FAIXAS

A tabela do IR foi corrigida em 6,5%, 5,5%, 5% e 4,5%, de acordo com a faixa salarial -quanto menor a faixa, maior a correção, a partir de abril deste ano.

Segundo técnicos da Receita, a correção não é retroativa aos meses anteriores do ano -janeiro, fevereiro e março- e vai valer até a próxima correção.

A medida não vale para as declarações de Imposto de Renda feitas neste ano, apenas para as prestações de contas que serão realizadas em 2016.

Segundo o ministro Joaquim Levy (Fazenda), a correção vai representar uma renúncia fiscal de mais de R$ 6 bilhões. O governo não deixou claro se essa renúncia será para 2015 ou para os próximos 12 meses.

Com a aplicação desse reajuste escalonado, a faixa de renda isenta será elevada de R$ 1.787,77 para R$ 1.903,98.

A faixa salarial sujeita à maior tributação, de 27,5%, será acima de R$ 4.664,68 -antes, esse limite era de R$ 4.463,81.

As faixas intermediárias passaram a ser de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 (alíquota do imposto será de 7,5%), R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 (alíquota de 15%) e R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 (alíquota de 22,5%).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave