Cedido pelo Sada Cruzeiro, central Pedrão aproveita chance no MOC

Jogador ainda tem idade juvenil, mas já mostrou seu talento ao garantir posição no time titular do Norte de Minas

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Pedrão conseguiu vaga de titular no Montes Claros, desbancando o experiente Acácio na disputa
RENATO ARAÚJO - SADA CRUZEIRO
Pedrão conseguiu vaga de titular no Montes Claros, desbancando o experiente Acácio na disputa

Fazer parte de um grande time nem sempre é favorável para um jogador. Principalmente para aqueles que estão no início de carreira e precisam ganhar experiência. Pensando nisso, Sada Cruzeiro e o central Pedrão chegaram em um consenso no começo da atual temporada.

Sabendo que o jogador de apenas 20 anos e ainda com idade juvenil teria poucas oportunidades no time do técnico Marcelo Mendez, o clube decidiu emprestá-lo para o Montes Claros Vôlei, adversário celeste nas quartas de final da Superliga. O primeiro jogo da série aconteceu no último sábado, em Contagem e terminou com vitória azul.

Mas Pedrão, que conquistou durante a Superliga a condição de titular no Pequi Atômico, conseguiu se destacar ao anotar 10 pontos, sendo três de saque e um de bloqueio. Seu aproveitamento ofensivo chegou aos 62%. Ele é o segundo melhor bloqueador do time na competição, além de ser o terceiro maior pontuador com 177 anotações. 

"Graças a Deus consegui sacar bem e rodar bolas importantes. O Cruzeiro é um time muito forte, então a gente tem que partir para um lado individual no saque e no ataque", mostra Pedrão.

A oportunidade está sendo aproveitada e é reconhecida pelo jogador, que mostra importante evolução na carreira. Se tivesse ficado em Belo Horizonte, certamente seu desempenho estaria alguns degraus abaixo do atual.

"Foi uma oportunidade muito gratificante. Agradeço ao Sada Cruzeiro e ao Montes Claros por ter me dado a oportunidade de poder disputar a Superliga, um campeonato de altíssimo nível. Fico feliz de estar bem, treinando bastante e estar entrando como titular. Enfrento jogadores de seleção brasileira e estou aprendendo bastante, aproveitando cada momento dessa oportunidade que recebi", reconhece o jogador, que chegou ao Barro Preto em 2012, antes de jogar no time adulto do Sada Cruzeiro em algumas partidas. Uma outra experiência na sua carreira foi pelo Sada Cruzeiro UNIFEMM na última edição da Superliga B.

Por mais que admire os adversários, Pedrão garante que vai fazer o impossível para ajudar seu time a buscar o empate na série, no próximo sábado, dentro de casa, forçando o terceiro jogo no ginásio do Riacho, em Contagem.

"É muito difícil jogar contra o Sada Cruzeiro, primeiro por ser contra meus antigos companheiros e, principalmente, porque é um time fenomenal. O Sada Cruzeiro teve méritos na vitória. Agora vamos com tudo pra tentar conseguir um resultado positivo em Montes Claros", completa.