Utah pode restaurar fuzilamento como método de execução

Promotor do projeto, o republicano Paul Ray, alega que o fuzilamento é uma alternativa rápida e humana às injeções letais

iG Minas Gerais | afp |

Utah pode se tornar o único Estado dos Estados Unidos a restaurar o fuzilamento como método de execução depois que seus legisladores aprovaram um projeto de lei sobre este tema na terça-feira (10).

O projeto, aprovado no Senado por 18 votos a favor e 10 contra, permite fuzilar condenados à morte caso não existam medicamentos letais disponíveis, como ocorreu recentemente em muitos estados.

O projeto ainda precisa ser assinado pelo governador Gary Herbert, mas o republicano não indicou se tem planos de fazê-lo.

O promotor do projeto, o republicano Paul Ray, alega que o fuzilamento é uma alternativa rápida e humana às injeções letais.

A Suprema Corte americana considerará no próximo mês a constitucionalidade das injeções letais, a forma mais comum de execução nos Estados Unidos, que atualmente se tornou muito controversa.

Em 2008 o alto tribunal decidiu que a injeção letal não viola a Oitava Emenda da Constituição, que proíbe qualquer "castigo cruel e incomum". Mas isso foi antes dos recentes escândalos devido ao desabastecimento das drogas utilizadas normalmente, o que provocou o uso em recentes execuções de medicamentos letais que fizeram os reclusos agonizarem em meio à dor.

Leia tudo sobre: UTAHeuafuzilamentojustiça