Novo medicamento pode retardar o envelhecimento

Classe de drogas conhecida como senolíticos ainda está

iG Minas Gerais | Da redação |

Pesquisa sobre novas drogas foi publicada na revista “Aging Cell”
Arquivo
Pesquisa sobre novas drogas foi publicada na revista “Aging Cell”

Uma equipe de pesquisadores da Cílinica Mayo, Instituto Scripps e outras instituições divulgou ontem o que parece ser um novo tipo de medicamento para retardar o envelhecimento. As drogas, conhecidas como senolíticos, ainda estão sendo testadas em camundongos e também poderiam aumentar a expectativa de vida saudável. A pesquisa foi publicada na revista “Aging Cell”. Poderiam se beneficiar dos senolíticos pessoas com doenças relacionadas ao envelhecimento, uma vez que os protótipos dos agentes das drogas se provaram eficazes no alívio de características associadas a esse fenômeno. De acordo com os cientistas, a descoberta pode atrasar, prevenir ou até reverter doenças crônicas e deficiências. Os senolíticos agem nas células velhas, que pararam de reproduzir, e aceleram esse processo. Assim, um coquetel dos medicamentos dasatinibe (para câncer) e quercetina (anti-histamínico) é mais eficiente nessas células. Além disso, as funções cardiovasculares e a resistência a exercícios aumentou nos animais em que as substâncias foram testadas. As melhorias foram sentidas já com cinco dias do tratamento. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave