Técnico torce por permanência de Valdivia e minimiza polêmica

Osvaldo de Oliveira afirma que é irrelevante falar sobre o assunto neste momento

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Treinador também confirmou que o jovem Gabriel Jesus vai ser relacionado para a partida contra o Santos
REPRODUÇÃO FACEBOOK PALMEIRAS
Treinador também confirmou que o jovem Gabriel Jesus vai ser relacionado para a partida contra o Santos

Nesta terça (10), o técnico do Palmeiras, Oswaldo de Oliveira, não teve como escapar de falar da polêmica envolvendo Valdivia e o diretor Alexandre Mattos, muito embora esteja preparando o time para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, nesta quarta-feira, às 22h.

E desdenhou do assunto, embora tenha reforçado seu desejo de contar com o jogador no elenco.

"Já falamos bastante do Valdivia. É um jogador do clube e estamos ansiosos pela recuperação dele para começar a jogar. Sabemos que há uma situação contratual a ser resolvida, mas ainda tem algum tempo", disse o técnico.

"Não me incomoda falar sobre ele, mas, hoje, é irrelevante se falar disso. Aliás, falamos todo dia e fica sem explicação", disse o técnico, reforçando que o chileno tem comportamento exemplar atualmente nos treinamentos.

Oswaldo, quando indagado se o contrato por produtividade poderia ser danoso para Valdivia, que, desde seu retorno ao Palmeiras, sempre jogou menos que 60% dos jogos do time em todas as temporadas, disse não ser pessimista.

"Eu torço para que ele feche um contrato por produtividade e que o cumpra, para ser bem remunerado e ajude o Palmeiras", disse.

GABRIEL JESUS

Ao contrário do que afirmara após a partida contra o Bragantino no último sábado (7), o técnico palmeirense decidiu que Gabriel Jesus vai ser relacionado para o clássico contra o Santos.

Segundo Oswaldo, o motivo da mudança é uma lesão de Rafael Marques no tornozelo direito. O jogador, autor do gol do Palmeiras na vitória por 1 a 0 sobre o Bragantino, se machucou pouco antes de decidir a partida.

Mas, ao falar da convocação de Gabriel, Oswaldo se contradisse e afirmou que Gabriel seria relacionado de qualquer maneira.

"Ele reagiu muito bem após a estreia e iria para o jogo de qualquer jeito", disse Oswaldo. Oswaldo crê que o clássico desta quarta terá muitos gols. Ele diz que não mudará o estilo ofensivo de jogo do Palmeiras e acredita que o Santos também não deixará de priorizar o ataque.

"Eu conheço quase todos aqueles jogadores. Para mim, é claro que eles não vão mudar seu jeito de jogar", afirma.

RECEPÇÃO

Oswaldo de Oliveira disse que espera ser bem recebido pela torcida do Santos na Vila Belmiro na partida de amanhã. O treinador, inclusive, fez juras de amor à cidade e ao clube.

"Tenho uma paixão por aquela cidade e pelo Santos. É sempre muito gratificante voltar lá", disse o técnico.

Oswaldo também teceu elogios à atual diretoria, que realizou a baixa na carteira de trabalho dele em dois dias, algo que a administração anterior não cumpriu por três meses depois que ele deixou o clube, em setembro de 2013.

Leia tudo sobre: PalmeirasfutebolOsvaldo de OliveiraValdíviarenovação