PM vai colocar 15 mil homens nas ruas de BH durante protestos

Corporação está em "código amarelo" e ainda não sabe precisar quais serão os tamanhos das manifestações: "não iremos tolerar a violação de direitos", diz major

iG Minas Gerais | FELIPE CASTANHEIRA |

GUSTAVO BAXTER/O TEMPO
undefined

A Polícia Militar vai colocar nas ruas de Belo Horizonte um efetivo de 15 mil homens nos dias 13 e 15 de março, quando estão agendados protestos em todo o país. De acordo com o major Gilmar Luciano, assessor de imprensa da PM de Minas Gerais,  o modelo de policiamento usado para acompanhar os protestos será semelhante aos utilizados durante os atos da Copa do Mundo e das Confederações.

De acordo com o militar, os serviços de inteligência do Estado ainda não têm uma estimativa sobre o número de manifestantes esperadas, o que só poderá ser avaliado com mais clareza na véspera do protesto.

Ele destaca que o modelo de convocação, pelas redes sociais, apresenta uma dinâmica própria, que impede uma previsão precisa com grande antecedência. Mas que a PM está em código amarelo, com os militares de prontidão em quase sua totalidade e que, se necessário, policiais do interior poderão ser remanejados. A corporação acredita que a maior movimentação irá ocorrer no dia 15, na praça da Liberdade. No local, haverá uma maior concentração de militares, principalmente devido à importância de proteger o patrimônio publico do entorno.

Gilmar Luciano também deixou claro que a PM ira atuar de forma a garantir a livre circulação de carros nos locais dos protestos. "Trabalharemos nos limites da constituição, mas não iremos tolerar a violação de direitos", afirmou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave