Belluci rebate críticas: 'o primeiro a ficar chateado é o jogador'

O tenista foi superado nessa segunda-feira pelo argentino Federico Delbonis, nas oitavas de final da Copa Davis

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Bellucci venceu Juan Monaco por 2 sets a 1
PÁGINA OFICIAL/FACEBOOK/DIVULGAÇÃO
Bellucci venceu Juan Monaco por 2 sets a 1

As derrotas sofridas pelo tenista Thomaz Bellucci, ex-número 1 do Brasil e atual segundo melhor brasileiro no ranking mundial, tem sido motivos de críticas pelos fãs do esporte.  Os comentários negativos ficaram mais frequentes após Bellucci ser derrotado pelo argentino Federico Delbonis, por 3 sets a 1 (6/3, 4/6, 6/2 e 7/5), pelas oitavas de final da Copa Davis, nessa segunda-feira. Após as críticas, o brasileiro resolveu se defender e lembrou que o atleta é o primeiro a ficar chateado com uma derrota.

“Acho que no jogo de hoje (segunda-feira) não me faltou determinação, superação, só a gente sabe o quanto estávamos envolvido naquele jogo, o cara que fica mais chateado ao perder é o jogador, não tem outra pessoa que fica mais chateada com isso”, disse Bellucci à Revista Tênis, do portal Uol.

O brasileiro também lembrou que acompanha as redes sociais e sabe que recebe críticas o tempo todo. E que após perder para  Delbonis, preferiu se “isolar” do mundo virtual.

“Eu sabia que eu teria que ficar uns três dias sem ver Twitter, Instagram, internet. Eu estava até falando disso para o pessoal: ninguém me fala de Instagram, internet, que eu sei que os caras vão me martelar. É lógico que eu fico chateado com as críticas, faz parte da carreira de qualquer atleta que quer jogar bem e ir longe. As críticas são normais”, ressaltou.

Muitos torcedores chegaram a comparar o estilo de jogo de Bellucci na quadra, que não aparenta tanta euforia quando está jogando, diferentemente do compatriota João Souza, o Feijão. O número 1 do Brasil e 72º do mundo vem ganhando fãs também pela sua determinação nas quadras, como no último domingo, quando disputou uma partida de quase 7h contra o argentino Leonardo Mayer, que acabou vencendo por 3 sets a 2 (7/6, 7/6, 5/7, 5/7 e 15/13).

Sobre isso, Bellucci diz que já está acostumado com as críticas sobre a sua postura nos jogos.

“Desde o começo da minha carreira eu sempre fui muito criticado, acho que mais pela minha postura dentro de quadra do que pelos meus resultados e eu acho que isso tudo incomoda as pessoas de eu ser um cara mais fechado. Não é normal um brasileiro ser fechado. Geralmente, é como Meligeni, Guga, Feijão que são mais aberto e eu sou um cara muito mais fechado do que eles, minha característica dentro de quadra acaba incomodando as pessoas e às vezes as pessoas não entendem”, concluiu.

Mesmo com a derrota de Bellucci, o Brasil ainda tem chance de se manter na Copa Davis, caso vença na repescagem. Já a Argentina avançou para as quartas de final e vai encarar a Sérvia. 

Leia tudo sobre: thomaz belluccitenisbrasilcopa davisjoao souzao feijao