Para Zé Roberto, 'novo' Palmeiras já pode ser cobrado por resultados

Para o capitão, o técnico Oswaldo de Oliveira já tem definido quem é a espinha dorsal do time e por isso os jogadores tem que corresponder em campo

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Zé Roberto cobra boa atuação do Verdão no clássico de domingo, contra o Santos
Cesar Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação
Zé Roberto cobra boa atuação do Verdão no clássico de domingo, contra o Santos

Às vésperas do segundo clássico do time no ano -perdeu o primeiro para o Corinthians por 1 a 0, em 8 de fevereiro- o Palmeiras já pode ser cobrado pelo seu desempenho no jogo contra o Santos, quarta-feira (11), na Vila Belmiro. Quem afirma é Zé Roberto, capitão da equipe.

"Contra o Corinthians, ainda não havia um time definido. Hoje, (o técnico) Oswaldo de Oliveira já tem os onze com quem conta mais, já tem uma espinha dorsal", avalia o capitão.

"Será um jogo diferente do que tivemos contra Corinthians e Ponte Preta, por exemplo", disse Zé Roberto, citando o outro confronto do time contra uma equipe da Série A do Brasileiro no ano, no qual o Palmeiras também foi derrotado por 1 a 0 em casa.

Apesar de reconhecer a importância da partida, Zé Roberto rechaça a possibilidade de fazer uma preleção especial para motivar o time, como aconteceu na estreia do time no Campeonato Paulista, contra o Audax. E revela que, se soubesse que aquela conversa com o grupo seria filmada e divulgada, teria adotado outro tom.

"Se eu soubesse que iria vazar, teria feito um discurso completamente diferente", revelou o jogador, entre risos.

Leia tudo sobre: palmeirasze robertocampeonato paulistasantosclassico