COI lamenta morte de atletas franceses em acidente na Argentina

"O mundo do esporte e a família olímpica perderam três de seus mais brilhantes representantes", publicou em um comunicado o Comitê Olímpico Internacional

iG Minas Gerais | AFP |

A navegadora Florence Arthaud, a nadadora Camille Muffat e o boxeador Alexis Vastine, os dois últimos medalhistas olímpicos, estão entre os oito franceses que morreram no choque de dois helicópteros
JACQUES DEMARTHON / AFP
A navegadora Florence Arthaud, a nadadora Camille Muffat e o boxeador Alexis Vastine, os dois últimos medalhistas olímpicos, estão entre os oito franceses que morreram no choque de dois helicópteros

O Comitê Olímpico Internacional (CIO) afirmou que está "consternado" com o acidente na Argentina que matou 10 pessoas, incluindo os atletas franceses Florence Arthaud, Camille Muffat e Alexis Vastine, enquanto a Federação Internacional de Natação (FINA) expressou "imensa tristeza".

"Estamos consternados por esta triste notícia. Nosso pensamento está com as famílias e amigos destes maravilhosos atletas que acabam de nos deixar", afirma o COI em um comunicado.

"O mundo do esporte e a família olímpica perderam três de seus mais brilhantes representantes. Cada um deles não apenas era campeão em seu esporte, como também desempenhava um papel formidável de exemplo", completou o COI.

Para homenagear os atletas - a nadadora Camille Muffat e o boxeador Alexis Vastine eram medalhistas olímpicos -, a bandeira olímpica ficará hasteada a meio pau durante três dias na sede do COI em Lausanne.

A Federação Internacional de Natação expressou imensa tristeza coma a perda trágica da nadadora Camille Muffat, que conquistou três medalhas nos Jogos Olímpicos de Londres-2012 e que subiu quatro vezes ao pódio em Mundiais.

"A família da FINA está comovida com esta notícia terrível. Camille Muffat era uma nadadora de talento e uma pessoa de grande valor", afirmou o presidente da federação, o uruguaio Julio Maglione.

"Ficará como um modelo para a juventude francesa e continuará inspirando os que desejam se tornar campeões de natação", completou.

Leia tudo sobre: ACIDENTEHELICÓPTEROARGENTINAATLETASOLÍMPICOS