Incêndio destrói depósito de alimentos na zona oeste de SP

Fogo começou por volta das 3h30 no imóvel; cerca de 60 homens do Corpo de Bombeiros trabalharam para controlar as chamas

iG Minas Gerais | Folhapress |

Um incêndio destruiu um depósito de alimentos na Vila Romana, zona oeste de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (10). Não houve feridos.

O fogo começou por volta das 3h30 no imóvel de aproximadamente 350 metros quadrados localizado na rua Marco Aurélio.

As chamas foram controladas cerca de meia hora depois por 15 equipes do Corpo de Bombeiros, totalizando 60 homens. A maior dificuldade encontrada pelos bombeiros foi o acesso ao imóvel. Eles tiveram que arrombar a porta para combater o fogo.

O veterinário Igor Federsoni, 31, que mora ao lado do depósito, disse que estava dormindo quando ouviu barulho de explosão e, em seguida, o alarme. "Pensamos que era roubo e ligamos para a polícia", disse.

Federsoni só descobriu que era um incêndio quando viu os carros dos bombeiros. A cantora Fernanda Malaterste, 33, também pensou que estavam roubando o depósito de alimentos porque ouviu o barulho de explosão e o alarme.

"Quando fui para a rua que deu para ver o fogo", falou. Segundo o capitão Alexandre Hirata, o fogo derrubou o telhado do imóvel e danificou duas paredes, além dos alimentos e geladeiras. Dois carros estacionados na garagem do imóvel não foram atingidos pelo incêndio.

Por volta das 5h, os bombeiros permaneciam no local fazendo o trabalho de rescaldo no imóvel, que foi interditado. O depósito não tinha laudo de vistoria dos bombeiros, segundo o capitão Hirata. As causas do incêndio serão investigadas.

Leia tudo sobre: incêndiosão pauloalimentosbombeiros