CPI da Petrobras toma depoimento de Pedro Barusco nesta terça-feira

Primeiro depoimento da Comissão, agendado para a manhã desta terça (10), é prestado por um dos delatores da operação Lava Jato

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras toma nesta terça-feira (10), o depoimento do ex-gerente da estatal Pedro Barusco, um dos delatores da operação Lava Jato da Polícia Federal. Será o primeiro dos depoimentos agendados pela CPI, que foi criada para investigar a prática de atos ilícitos e irregulares no âmbito da estatal do petróleo, no período de 2005 a 2015.

O depoimento de Barusco está marcado para começar às 9h30m, em reunião normal da CPI da Petrobras. No entanto, a reunião que a principio seria aberta, poderá ser fechada ou reservada. Hoje (9), a advogada de Pedro Barusco, Beatriz Catta Preta, encaminhou ofício à comissão pedindo que o depoimento seja sigiloso, com base na Lei 12.850/13, que define organização criminosa e dispõe sobre a investigação criminal, os meios de obtenção da prova, infrações penais correlatas e o procedimento criminal.

Na delação premiada à Justiça, Pedro Barusco declarou ter recebido, desde 1997, propinas de empresas que mantinham contratos com a Petrobras, e que, a partir de 2003, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, passou a participar do esquema.

 

Leia tudo sobre: cpipetrobrasex-gerentepedro baruscodepoimentolavajatolava jato