Após 43 anos de separação, mãe e filho se reencontram em BH

O homem foi retirado dos braços da mãe ainda criança e depois disso eles nunca mais se viram; foi depois que o pai morreu, que ele decidiu procurar a mulher

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Equipe que promoveu o encontro também se emocionou com a história de Anita e Paulo
Divulgação/ Polícia Civil
Equipe que promoveu o encontro também se emocionou com a história de Anita e Paulo

A história do reencontro entre uma mãe e um filho após mais de 40 anos de separação emocionou não só a família, mas também a equipe da Polícia Civil que promoveu o encontro nesta segunda-feira (9). Foi em 2010 que o filho Paulo Márcio de Souza Vaz, de 43 anos, procurou a polícia para tentar encontrar sua mãe, Anita Maria de Jesus, de 69 anos.

Anita havia engravidado de gêmeos, mas um deles morreu aos 6 meses de vida. O outro filho, Paulo, foi levado embora pelo pai, aos 2 anos de idade. A mulher conta que viveu com o pai de Paulo por apenas cinco anos, mas eles não tinham um bom relacionamento. Por isso, Anita resolveu viajar com a criança para São Paulo.

No entanto, o pai dele foi até a cidade e buscou o filho para se vingar da ex-companheira. Segundo Anita, ele dizia que se eles não podiam ficar juntos, ela também não ficar com o filho.

Após a morte do pai, Paulo começou a procurar pela mãe já que estava se sentindo sozinho. Mas ele só tinha o nome Anita como referência e nenhum outro dado como CPF ou identidade da mãe.

Paulo até chegou a ter contato com uma mulher que ele acreditava ser sua mãe biológica, em Porteirinha, no Norte de Minas, em 2013, mas depois descobriu que não poderia ser filho dele já que a mulher havia tido somente crianças do sexo feminino.

O delegado Thiago Saraiva alerta sobre a importância de se possuir o máximo de informações quando se pretende localizar uma pessoa para evitar que enganos como este aconteçam.

Ansiosa para rever o filho, Anita saiu de Senador Firmino, na Zona da Mata, onde mora, para se encontrar com Paulo em BH. “É uma felicidade muito grande ver meu filho de novo”, desabafou, após o encontro.

Paulo também se emocionou e disse se sentir realizado ao ter a mãe por perto, após 43 anos de separação. “Nunca recebi um abraço tão gostoso assim”, disse. Além de rever a mãe, ele ganhou também uma irmã, Ana Paula, que tinha dois meses de idade na época. Já Anita ganhou, com o reencontro, dois netos e uma bisneta.

Leia tudo sobre: reencontroPolícia CivilPorteirinhaSenador FirminoSão Paulomãefilho