Michel Bastos nega crise, mas admite que time precisa render mais

Para o jogador, o São Paulo também está sentindo falta de um líder em campo

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Para Michel Bastos, o São Paulo tem condição de conquistar pelo menos um título nesta temporada
Rubens Chiri/saopaulofc.net
Para Michel Bastos, o São Paulo tem condição de conquistar pelo menos um título nesta temporada

O São Paulo perdeu somente dois dos dez jogos oficiais que fez nesta temporada, ambos para o Corinthians, o que deixou o time sob cobrança da diretoria e da torcida tricolor.

Apesar do cenário não ser amistoso, o meia Michel Bastos disse que o São Paulo não está em crise, mas admitiu que o time está devendo um pouco nesta temporada.

"Não estamos em crise. Temos ainda toda uma temporada pela frente, uma sequência de jogos para fazer. Não podemos colocar crise. O elenco tem cabeça boa para mudar essa situação. Conseguindo a classificação às oitavas de final da Libertadores e chegando nas finais do Paulista, as pessoas vão falar bem do São Paulo", disse o meia.

No domingo (8), o São Paulo perdeu por 1 a 0 para o Corinthians, no Morumbi, pelo Paulista. O revés aumentou para 13 jogos o tabu sem vitórias do time sobre o rival em casa -são seis derrotas e sete empates. No dia 18 de fevereiro, a derrota foi por 2 a 0, no Itaquerão, na estreia da fase de grupos da Libertadores, quando a equipe não chutou ao gol uma só vez.

"Estamos devendo um pouco, a gente tem consciência disso. Nesse momento todo mundo vai querer buscar algo errado. Os jogadores podem mudar isso, temos equipe competitiva. A gente tem de dar algo a mais para mudar essa situação", disse o jogador.

Ao ser questionado sobre o lado emocional do time, algo destacado por Muricy Ramalho após o revés para o Corinthians, Michel Bastos não concordou que exista algum problema com o time.

"Ninguém tem problema emocional. Todo mundo está focado, sabendo o que tinha de fazer. Falaram que o Ganso estava pilhado, mas em um clássico tem de estar mesmo. Todo mundo estava alterado. O lado emocional pode atrapalhar um pouco, mas que eu sabia não tem nada."

Michel Bastos falou também sobre a falta de um líder -outro assunto abordado por Muricy Ramalho- e admitiu que o meia Kaká, que deixou o time em dezembro, faz falta.

"Hoje falta esse jogador, mas cabe a nós assumirmos essa responsabilidade de comandar dentro de campo. Isso já foi pedido pelo Muricy para a gente se comprar mais dentro de campo. Conversamos sobre isso para tentar achar o que falta", disse Bastos.

TREINO

Os jogadores que participaram do clássico com o Corinthians, no domingo (8), não treinaram com bola no centro de treinamento da Barra Funda. Fizeram apenas um trabalho de recuperação física. Já os que estiveram ausentes disputaram um jogo-treino com a equipe sub-20 do São Paulo e venceram por 5 a 1. O atacante Alexandre Pato fez quatro gols e foi o destaque.