Remédio 3 em 1 contra Aids já está disponível para pacientes recentes

O medicamento único substitui as quatro doses diárias de remédios que pacientes em tratamento de HIV/Aids precisam ingerir

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pacientes que estão no início do tratamento de HIV/Aids já podem recorrer a rede pública para obter o medicamento 3 em 1 pelo SUS em Belo Horizonte. Ele já está disponível nas Unidades Dispensadoras de Medicamentos Antirretrovirais (UDM) e substitui os quatro remédios atualmente utilizados diariamente pelos pacientes.

A dose tripla é uma combinação dos medicamentos tenofovir (300 mg), lamivudina (300 mg) - tomado duas vezes por dia - e efavirenz (600 mg). O Ministério da Saúde autorizou, inicialmente, a dispensação deste novo medicamento somente para os pacientes que estão iniciando agora o tratamento. Os pacientes que já utilizam separadamente o tenofovir, lamivudina e efavirenz devem aguardar a distribuição em maior quantidade do 3 em 1 e a autorização da sua liberação.

A coordenadora de Saúde Sexual e Atenção às DST/AIDS e Hepatites Virais, da Secretaria Municipal de Saúde de BH, Lucinéia Carvalhais, conta que o objetivo é que progressivamente o medicamento também seja disponibilizado para os 9 mil pacientes que já estão em tratamento pela rede pública. “O principal benefício será para o paciente, pois o tratamento é a longo prazo e tomar uma grande quantidade de medicamentos por dia é muito mais difícil. A nova aquisição representa um grande avanço no combate  ao HIV/Aids por facilitar a adesão ao tratamento. Ao invés de tomar quatro comprimidos (no caso da lamivudina, são dois comprimidos/dia), o paciente deverá tomar apenas um”, explica.

Atualmente, são fornecidos pelo SUS 22 medicamentos para HIV/Aids, compondo diferentes esquemas de tratamento montados pelos infectologistas da rede de acordo com as especificidades de cada usuário. Dentre as diversas possibilidades, a combinação do tenofovir 300 mg, lamivudina 300 mg e efavirenz 600 mg costuma ser a indicada como primeira opção para pacientes adultos que começam o tratamento contra o HIV. Essa primeira linha de tratamento dos pacientes adultos segue as recomendações do Ministério da Saúde, de acordo com o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV em Adultos do ano de 2013.

A dose 3 em 1 já é ofertada na UDM Carijós (Rua Carijós, 258, Centro), no CTR Orestes Diniz (Alameda Álvaro Celso, 241, Santa Efigênia), no CTA Sagrada Família (Rua Joaquim Felício, 141, Sagrada Família) e na Unidade de Referência Secundária/Serviço de Atendimento Especializado Centro-Sul (Rua Paraíba, 890, Funcionários), além das duas unidades conveniadas, Eduardo de Menezes e SAE Unifenas.

Leia tudo sobre: AidsHIVSUSmedicamento3 em 1tenofovirlamivudinaefavirenzMinistério da Saúde