Mercadante defende ajuste fiscal proposto pelo governo

Ministro da Casa Civil também defendeu o direito da população de se manifestar contrariamente as decisões do governo, desde que respeitem o resultado das urnas

iG Minas Gerais | da redação |

Mercadante vai se licenciar do governo para reforçar campanha de Dilma
ELZA FIÚZA/ABR - 25.6.2012
Mercadante vai se licenciar do governo para reforçar campanha de Dilma

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (9), o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, defendeu as propostas do governo de realizar medidas de ajustes fiscais e comentou sobre os 'panelaços' ocorridos em diversas capitais brasileiras, neste domingo (8), durante o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff.

Mercadante afirmou que as medidas são necessárias, e chegou a comparar a situação a uma ida ao dentista, aonde ninguém quer ir, mas é necessário ir. Ele ainda afirmou que os argumentos do Executivo, em sua opinião, estão sendo vistos com bons olhos por senadores e deputados.

Aloizio afirmou que o Planalto  e o Congresso estão dialogando e negociando alguns pontos, mas acredita que haverá uma "parceria" e que devam chegar logo a um consenso.

Em relação as manifestações no momento do discurso de Dilma, o ministro da Casa Civil defendeu o direito dos cidadãos de protestarem, mas que deve haver uma tolerância, diálogo e respeito. Mercadante ainda destacou que é necessário reconhecer a vitória democrática do governo de Dilma.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave